3min. de leitura

Para cada adeus, agradeça a Deus e crie um novo motivo para ser feliz!

Para todo tchau, diga até logo. Para cada adeus, agradeça a Deus e a tudo o que viveu e crie um novo motivo para ser feliz!

Soltar-se de um abraço numa despedida pode ser algo bom ou ruim. Bom, se o que tinha que viver ou para ser vivido, acabou, mas você aprendeu e cresceu com isso. Ruim, se mesmo descalço, pedras ainda estejam nos seus pés, para você se reconhecer, conhecer e descobrir novos caminhos, ainda que tenha que reviver algo parecido, numa outra situação.


Um quebra-cabeça complexo pode ser desmontado, quando se ouve um adeus. A partir daí uma metamorfose pessoal pode ser experimentada.

As peças do jogo da vida, que antes estavam “perfeitamente” encaixadas se descolam e trazem as respostas relativas aos porquês de cada combinação – tão simétrica e que hoje já não faz mais sentido algum.

Algumas vidas têm mão dupla, mão inglesa, curvas (acentuadas), declives, aclives, sentido único e ponto final. São cobertas com asfalto, pedras portuguesas, cascalho, barro, areia. Ao invés de travesseiros, têm buracos. Ao invés de serem leves feito o ar confortavelmente quente ou um mar tranquilo, são correntezas de ventos que desviam o rumo que você planejou e alguns quilômetros depois, jogando-o para bem longe, até você conseguir chegar na borda, na margem, mesmo exausto.

Mas só chega até o outro lado quem tem força, determinação e coragem. Quem não se preocupa se o mar tem tubarões, águas-vivas ou se o voo pode cair. Consciente, equilibrado e tranquilo você consegue enxergar, de forma nítida, o que não via antes, mesmo tendo uma visão perfeita, uma lupa de aumento, um par de lentes ou até um telescópio.


Ver além é saber que o seu destino pode mudar a cada minuto e, mesmo assim, você saberá onde estará feliz.

Encontrar a felicidade plena é descobrir dentro de si onde está o seu sorriso. Não pense que ele aparece abaixo do seu nariz e quando as suas bochechas ficam rubras, com covinhas ou se deslocam face lateral acima. Também não vai achar dentro de sua cabeça ou vasculhando o seu coração.


O sorriso vem da alma, da sua essência. E uma alma que carrega sorrisos e tiver um plus de gargalhadas, dissipa para outras almas toda lindeza do que é sorrir.

Para todo tchau, diga até logo. Para cada adeus, agradeça a Deus e a tudo o que viveu e crie um novo motivo para ser feliz!


Direitos autorais da imagem de capa: wallhere.com / 767356





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.