4min. de leitura

“Para falar mal de nós existe uma fila infinita, mas para pagar nossas contas ninguém aparece”

“Para pagar as nossas contas não existe ninguém, mas para falar de nossas vidas fazem até fila.”


Para falar mal de nós existe uma fila infinita, mas para pagar nossas contas e nos consolar e defender nos momentos ruins não aparece quase ninguém.

É impressionante o quanto as pessoas podem ser egoístas e maldosas. Muitos daqueles que nos cercam apenas querem nos derrubar, tornar nossas vidas mais complicadas e contar sobre nossos assuntos pessoais para o mundo todo.

Quando passamos por uma fase difícil, não encontramos praticamente ninguém disposto a estar ao nosso lado e nos ajudar no que for preciso, mas basta alguma coisa minimamente interessante acontecer, para filas enormes de pessoas curiosas se formarem para saber mais de nossas vidas.


Não nos importamos em cuidar do outro, em oferecer um ombro ou um ouvido amigo, preferimos investir nosso tempo em espalhar fofocas sobre pessoas que mal conhecemos, sem pensarmos no quanto isso impactará sua vida.

Se pararmos para refletir sobre nossas vidas, encontraremos uma grande diferença entre o tempo em que gastamos ajudando as pessoas e o tempo que perdemos falando da vida alheia.

Estamos cada vez mais desconectados do nosso lado humano, emocional, e mais próximos do individualismo.

A cada dia, a lista de pessoas nas quais realmente podemos confiar apenas diminui, e é por isso que vivemos uma epidemia de tristeza e solidão. Estamos muito sozinhos, independentemente de quantas pessoas tenhamos ao nosso redor.


Muitas vezes, podemos adotar comportamentos negativos como esses, em uma tentativa de nos enturmar com um grupo que consideramos legal, mas isso nunca valerá a pena!

As pessoas que que hoje falam mal de um alguém, amanhã podem estar falando mal de você e esse não é o tipo de companhia que você deseja ter e manter.

Precisamos nos libertar dessa necessidade de diminuir o outro para nos sentirmos bem com nós mesmos, não é algo saudável. Nossa felicidade não depende do fracasso de alguém, assim como nossa paz não está relacionada à falta de tranquilidade de outra pessoa.

Somos seres sociais, que prosperam quando trabalham em conjunto e consideram o bem comum, em cada uma de suas atitudes. Falar da vida de outra pessoa não tornará as nossas melhores, por isso devemos escolher muito bem em que gastamos nosso tempo e energia.

Nosso comportamento revela o nosso caráter. Devemos ter o cuidado de mostrar apenas o nosso melhor lado para o mundo. Muito melhor do que se reunir para criticar alguém é SE oferecer para prestar algum apoio nas adversidades.

Abandone as fofocas e as críticas e adote o amor e os abraços.


Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: stasia04/123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.