Para onde está indo? para terra dos seus desejos ou para a terra dos seus sonhos?

Antes mesmo de você ser embalado pelas minhas palavras, navegando no meu pálido mar de papel, como capitã desse ponto de partida, deixarei bem claro sobre dois lugares que muitos buscam como itinerário existencial: a terra dos desejos e a terra dos sonhos.



E para começarmos juntos nossa reflexão, deixo logo aqui alguns questionamentos: o que sua mente e o seu coração almejam neste exato instante? Apresentam os mesmos anseios ou travam uma guerra particular?

A terra dos desejos é a mais visitada. É a busca pelo efêmero! É a conexão com as coisas externas e que se esvai com o tempo. É elevar o ego inferior. É a ação que leva à satisfação.

Mas, após tal obtenção, uma nova insatisfação sobrevém e outros desejos vão nos preenchendo, reavivando-nos. Segundo Platão, desejar é para os imperfeitos. Pois, não carecer de nada é ser um Deus. Então, nada mais justo do que referenciar o desejo como algo humano, finito.

E assim, desejamos um belo carro, uma casa grande e confortável, um cargo importante que gere muito lucro e reconhecimento, um relacionamento amoroso a gosto da sociedade. Desejamos uma vida em alto escalão…a própria perfeição. Entretanto, se desejar já é próprio da natureza imperfeita, como alcançar a perfeição?


Daí seguimos “comprando” desejos para alimentar o nosso ego esfomeado, reprimindo nossa essência, nossa fagulha divina. E por isto, até atrevo-me a dizer, inclusive, que os desejos vêm da nossa mente. E é ela quem cala os sonhos do nosso coração.

Ah…a terra dos sonhos! Esta é para poucos. São para os que ousam ouvir e perseguir seu coração.

É a travessia mais difícil e muitas vezes a mais louca para os críticos analíticos e medrosos. Nessa terra, o ter é consequência do ser. Alcançar nossos sonhos é estar em comunhão com o nosso coração…é fazer brotar e desenvolver nossos dons para serem compartilhados…é exteriorizar sem medo o que somos em essência.

E não importa se os outros acharão nossos sonhos pequenos. Pois é pequeno na visão deles que não conseguem enxergar o horizonte…o imprevisível. Afinal, nossos sonhos são sempre grandiosos e longínquos. Mas, totalmente tangíveis.


Sonhar é para quem tem coragem (agir com o coração) de não apenas desejar. Porque desejar é muito pouco! Sonhar é para quem tem coragem de ir em busca do que nos transforma, nos realiza, nos dá sentido de vida, do que nos preenche plenamente por dentro.

E a mente, antes mesmo de velejarmos para se chegar à terra dos sonhos, pode tagarelar bastante: “Você precisa é seguir o caminho da maioria: um exemplar profissional e abarrotado por títulos! Para…para! Para com esta mania de querer fazer o que gosta. Você tem que fazer é o que dá dinheiro e de forma rápida!”, “Vai! Casa logo! Vai querer ficar sozinho até quando?

Para com essa besteira de querer encontrar o amor da sua vida! Você vai aprender a amar com o tempo!” Mas o coração não se emudece e braveja: “Eu quero e vou ser bailarina!”, “Eu quero e vou ser escritor!”, “Eu quero e vou ser Chef de cozinha!”, “Eu quero e vou ser cantor!”, “Eu quero o amor da minha vida e vou lutar até estar ao lado dele!”, “EU VOU FAZER O MELHOR COM O MEU MELHOR!”

Cruzar o mar da vida sendo conduzido pelo coração, é o mesmo que enfrentar tempestades com ondas revoltas. Mas também é o mesmo que ser abençoado só por apenas estar no caminho da vontade do espírito. É um mapa trilhado cheio de surpresas e ensinamentos poderosos. Onde o autodescobrimento é a maior descoberta…maior que a própria chegada.

A terra dos sonhos é individual…é só nossa…é a nossa ilha…é o nosso paraíso!

Como já dizia Dalton em sua canção – Muito estranho – “Porque ninguém vai dormir nosso sonho.”

E você? Para onde vai? Para terra dos seus desejos ou para a terra dos seus sonhos?

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: krasnoyarsk / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.