Para que este ano seja bom, nós precisamos ser bons!

Às vezes, é preciso baixar a cabeça com humildade, olhar para dentro e fazer uma autoanálise sobre o que podemos melhorar em nós mesmos. Maledicência e reclamação só atraem negativismo e egoísmo. Por isso é tão difundida a prática da gratidão, para atrairmos positividade e empatia.

Ano bom é aquele em que nos esforçamos para sermos melhores e que buscamos nos tornar uma versão melhorada de nós mesmos, através do autoconhecimento e da espiritualização, para diminuir a atração de problemas para nossas vidas. Apenas vibrando em uma melhor sintonia, deixando um pouco de lado as reclamações, cobranças e expectativa de que as outras pessoas se tornem melhores, e focando na dominação do nosso próprio ego, é que atraímos pessoas de bem para nossa vida.

Engana-se quem pensa que livros de autoajuda e autoconhecimento são para pessoas “perdidas” que precisam de ajuda, prendendo-se em preconceitos. As descobertas mais recentes da ciência na área da psicologia positiva, por exemplo, estão contidas nesses tipos de livros que são lidos e comentados por pessoas de sucesso como Bill Gates, Oprah Winfrey, etc. Pessoas que sabem que um mindset (configuração da mente) de crescimento, ao invés de mindset fixo, é bem mais saudável para a saúde individual e coletiva.

Filosoficamente, podemos não saber de onde viemos e para onde iremos, mas uma coisa é certa: estamos nesse mundo para evoluir mentalmente, tornando a mente mais positiva, consciente e saudável, pois apenas modificando a nós mesmos, influenciamos aqueles que estão ao nosso redor. 

O mundo é como uma escola. Temos nossos momentos de “recreio” onde confraternizamos com nossos amigos e familiares e aproveitamos de momentos agradáveis. E depois desses momentos precisamos retornar ao aprendizado constante para mudarmos de “série”, de “ano”, de estágio de vibração. Ninguém é tão bom que não possa se tornar melhor!

Repetir de ano faz parte da vida, o que não deve fazer parte é estacionarmos por muito tempo, nos prendendo somente nos momentos de descanso, pensando que não há mais nada a aprender, sendo que sempre há e sempre vai haver. E quem ganha com isso primeiro somos nós mesmos. Estacionar afasta as pessoas que continuam a caminhada, não porque elas não gostam mais da gente, mas sim porque precisam seguir adiante.

Às vezes, é preciso baixar a cabeça com humildade, olhar para dentro e fazer uma autoanálise sobre o que podemos melhorar em nós mesmos. Maledicência e reclamação só atraem negativismo e egoísmo. Por isso é tão difundida a prática da gratidão, para atrairmos positividade e empatia.

Tem gente que parece que, para estar bem consigo mesmo, precisa estar mal com alguém. E acaba por criar situações, mesmo que inconsciente, para afastar pessoas.

Para estar bem consigo mesmo não foque nos defeitos dos outros, e sim no que você gosta de fazer, como um esporte, um hobby, etc.

Portanto, para que o ano seja bom, para que os dias sejam bons e a vida seja boa, nós precisamos ser bons! Precisamos ser, a cada dia, melhores!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 13rf / hetmanstock



Deixe seu comentário