ColunistasRelacionamentos

Para você que não deu valor, estou indo embora!

PRA VOCÊ QUE NÃO DEU VALOR ESTOU INDO EMBORA

Na mão carrego minhas malas em direção à estação de trem, na bagagem tem algumas lembranças, tristes outras alegres; carrego também esperanças, sigo uma nova fase da vida na qual eu escolhi, decidi seguir viagem sem olhar para trás ir com determinação naquilo que nos engrandece, e que me faça crescer profissionalmente e espiritualmente. Busco o que me deixe mais leve a vida é curta demais para perder tempo com qualquer pessoa. Ainda não me curei totalmente das dores que eu senti ao longo da vida. Por isso eu preciso de felicidades urgentes. Dizem por aí que devemos seguir em frente, e é isso que estou fazendo agora. É como uma velha frase que diz: “Vá a lugares onde você é querido e não tolerado “ ou “Você tem que aprender a levantar-se da mesa quando o amor não está mais sendo servido. ”



Eu poderia te contar sobre a minha vida se você me ouvisse e me convidasse para algum lugar agradável e falar sobre a vida, de como foi o nosso passado e olhasse em meus olhos para eu poder te contar tudo que eu penso e sei sobre tudo que eu já passei. Se quiser uma amiga para desabafar, sou do tipo que pode sempre contar e até posso ser mais que isso. Mas você atropelou tudo, passou por cima dos meus sentimentos, não me deu a chance de te mostrar o meu interior.  Infelizmente adiou encontros que poderiam ser mais saudáveis do que essas aparições com grandes intervalos.

Já estou dentro do trem apreciando a paisagem das casinhas e montanhas que vão ficando para trás. Pego meu notebook para escrever meus textos no decorrer da viagem.  Você nem deve estar percebendo, mas estou indo embora. Eu espero que um dia você acorde e se lembre do calor que eu te fazia sentir. Sei que você deve ter vários contatos em sua agenda, aqueles que você seleciona todos finais de semana, mas saiba que eu não vou mais fazer parte desse seu cardápio. E por favor, apague meu número, já bloqueei das redes sociais, não me procure mais ok!  Assim você não corre o risco de ficar no vácuo.

Só caiu a fixa de verdade quando você pisou várias vezes nos meus sentimentos. Quando percebi a sua falta de respeito ao vir me procurar. Ao contrário de muita gente, eu não me permito chegar ao fundo do poço. Sofri o necessário para aprender que amor de verdade é só o próprio.  Agora me afasto de rapazes assim e levo uma frase na memória de Alice Vieira. “Alguém vai te pedir amor como se fosse um fruto fora de época ou o cheiro a incenso de um domingo de província e tu não vais ter nada para dar porque tudo o que havia eu já levei comigo entre os retratos e a roupa amarrotada. ” Não, eu não estou amarga ou fechada para o amor, apenas nasceu um censor dentro de mim que faz ser dura com. aqueles que sei que vai brincar com meus sentimentos


Sem ninguém. Eu me afasto me acho, me desperto, me levanto, me refaço. Recomeço do incerto ao certo eu sigo reto sem saber o correto. Uma hora ou outra esqueço e o pedaço se completa. Só vim avisar que estou bem. Saiba que foi bom. Que não me arrependo de nada. Eu lembro e dou risada. E se você estiver lendo esse texto espero que aprenda, que se coloque no lugar da sua mãe e da sua filha e saiba que mulher nenhuma merece ser desrespeitada.

O poder do olhar…

Artigo Anterior

Princesa dos dias atuais…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.