Comportamento

“Parabéns por desistir!” Jovem comemora com festa e bolo sua saída de emprego tóxico

3 capa Parabens por desistir Jovem comemora com festa e bolo por conseguir sair de emprego

Abusos e toxicidade do ambiente onde Ana trabalhava fizeram com que a família a apoiasse incondicionalmente assim que decidiu pedir demissão.



Ambientes tóxicos podem se revelar como altamente prejudiciais à saúde emocional e até física dos indivíduos. Quando tal sofrimento se estende ao campo profissional, muitos funcionários revelam que desenvolvem ansiedade, problemas digestivos, taquicardia e sudorese. Em casos mais graves, onde o assédio moral é constante, as pessoas podem até chegar a níveis de depressão, sem conseguir se livrar do emprego.

Na atual estrutura que vivemos, é impossível abrir mão do trabalho, principalmente se ele nos garante estabilidade financeira. Quem abandonaria um emprego no meio de uma crise econômica? Embora pareça até irracional, em alguns momentos, talvez seja importante analisar até que ponto o salário é mais importante do que a saúde mental.

Obviamente que as obrigações financeiras, o cuidado com os filhos e a alimentação, por exemplo, são fatores determinantes na escolha de permanecer ou não em um cargo. Mas vale ressaltar que o assédio moral causa danos que podem se tornar permanentes nos empregados, alimentando problemas de autoestima, a “síndrome de impostora” e até mesmo colocando em xeque suas qualidades e atributos pessoais.


Quantas vezes você não desejou sair do emprego por conta do tratamento que recebe? De acordo com cartilha do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o assédio moral acontece quando um funcionário de uma empresa é exposto a situações humilhantes e constrangedoras, de forma repetitiva e prolongada, enquanto cumpre suas funções.

Especialistas afirmam que toda e qualquer conduta abusiva, seja através de comportamentos, palavras, atos, gestos ou escritos, que causam dano à dignidade, à personalidade ou à integridade física e psíquica de um indivíduo, deve ser classificada como assédio moral. De acordo com o TST, é uma forma de violência que tem como objetivo desestabilizar profissional e emocionalmente o indivíduo, que ocorre de maneira direta ou indireta.

3 2 Parabens por desistir Jovem comemora com festa e bolo por conseguir sair de emprego toxico

Direitos autorais: reprodução Instagram/@miroslavaal.

As ações diretas incluem acusações, gritos, insultos e humilhações públicas, enquanto as ações indiretas envolvem a propagação de boatos, isolamento, recusa na comunicação, fofocas e exclusão social. É importante salientar que a humilhação prolongada e repetitiva compromete a identidade, a dignidade e as relações sociais e afetivas, podendo causar danos à saúde emocional e física do colaborador.


Para a jovem Ana Miroslava, sair do emprego foi uma espécie de salvação, e sua demissão era apoiada, inclusive, por sua família. Há cerca de uma semana, ela publicou um vídeo no TikTok onde aparece festejando com seus familiares o pedido de demissão de um emprego tóxico. A comemoração teve direito a bolo e uma grande vela, além de muitas felicitações pela decisão que tomou.

Com mais de 7 milhões de visualizações, a jovem explica que preferiu renunciar ao cargo que ocupava a continuar sofrendo emocionalmente no local, mesmo que isso significasse perder parte de sua renda momentaneamente. Junto com o bolo, o estabelecimento a parabenizou pela demissão em um momento claramente libertador.

Os mais de 4,3 mil comentários, em sua maioria, narram momentos pessoais dos usuários, quando precisaram optar entre o emprego tóxico e a saúde mental. Não foram poucas as reclamações, relatos e pedidos de ajuda, seguidores chegaram a perguntar se deveriam ou não abandonar seus empregos.


3 3 Parabens por desistir Jovem comemora com festa e bolo por conseguir sair de emprego toxico

Direitos autorais: reprodução TikTok/@anamiroslavaal.

É importante salientar que a qualquer sinal de que você esteja passando por algum tipo de sofrimento emocional ou assédio moral, busque atendimento especializado. É importante encontrar um terapeuta capaz de ajudá-lo com essa situação, afinal ninguém precisa passar por nenhuma injustiça sozinho.

Aprendi a não me doar além do que as pessoas merecem. Relações sem reciprocidade me cansam!

Artigo Anterior

Cientistas descobrem novo tratamento para câncer de mama agressivo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.