4min. de leitura

Pare de destruir suas relações com estas 5 dicas!

Você já sentiu culpa por suas relações não darem o resultado que esperava? Já ficou com raiva, achando que: a história sempre se repete?

O maior problema das relações é a comunicação. Normalmente as pessoas não têm paciência para realmente escutar o outro. Percebeu o que falei? ESCUTAR.


Hoje, a maior parte das relações utiliza o OUVIR, ou seja, capta o som, mas não escuta realmente, não exercita a empatia, não se coloca no lugar do outro.

Isso acontece porque não nos esvaziamos para escutar o outro. A gente fica esperando para responder, sem mesmo escutar até o final. Muitas vezes, acreditamos que já sabemos o que o outro vai falar e, na maioria das vezes, já ativamos o modo “juiz”, preparando as argumentações, as provas, as defesas.

Esta história retrata bem isso:


Com o passar do tempo as relações, de forma geral, acabam se desgastando, pois, a gente tem dificuldade de dar continuidade aos cuidados que tínhamos inicialmente com o outro, com a relação em si.

Os laços estão cada vez mais “frouxos” e frágeis, pois o julgamento e a busca de culpados têm prevalecido nas relações. É mais fácil reclamar e alimentar nossas mentes negativas do que cultivar diariamente as relações com as emoções positivas, com pequenas gentilezas, com elogios, com paciência, com resiliência.

Há mais de 30 anos acompanho relacionamentos e aqui deixo dicas bem simples, mas que raramente as pessoas dão continuidade ao longo dos anos:

  • Reinvente suas relações e invista nelas periodicamente, ou terá que ficar inventando e investindo em outras novas frequentemente. Assim, ficamos menos propícios às perdas, que tanto são motivos de arrependimentos mais tarde.
  • Exercite mais a empatia, coloque sempre algumas perguntas no seu dia a dia: Gostaria que fizessem isso comigo? O que hoje fiz pelo outro? Como estou me sentindo? Será que estou querendo que o outro resolva coisas que são minhas?
  • Sempre que escutar algo que pareça “uma acusação” não revide de imediato, não responda sob efeito da raiva, isso desgasta qualquer relação. Nada feito de “cabeça quente” é indicado.
  • Ame-se sempre mais, não de forma egoísta ou egocêntrica, mas de forma a não ser refém de relações tóxicas.
  • Julgue e reclame menos, seu cérebro agradece. Você vai ficar muito mais saudável e o outro também.

Se, essas ações forem colocadas em prática as relações serão muito mais saudáveis e, mesmo que já saiba de tudo isso, preste bem atenção, pois muitas vezes SABER não é sinônimo de fazer certo.

Pense nisso!

Grande e carinhoso abraço!



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: anyaberkut / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.