Comportamento

Pare de sofrer inutilmente. Vá atrás da sua felicidade!

FELICIDADEE

O sinal de alerta da mudança toca sempre que substituímos a alegria de viver pela preocupação.



E a fluidez, pela tensão. Nesses momentos, você tem de tirar o barco do porto e colocá-lo no mar, rumo a um novo mundo.

Cada um de nós tem uma área da vida que necessita ser cuidada com mais atenção.

Se alguma parte de sua vida anda aborrecida e sem sal, é sinal de que precisa ser mais bem cuidada.



Afinal de contas, é sua felicidade que está em jogo
.

É claro que ninguém pode comprar a alegria de viver na padaria da esquina.

Temos de aprender a conquistá-la. As lições estão dentro de nós.



Precisamos ser professores e alunos de nós mesmos.

Observe o que a insatisfação deseja lhe mostrar e vá atrás de sua felicidade.

Na índia, os mestres dizem que a diferença entre alguém que está com câncer e alguém com dor de cabeça depende da intensidade da aula de que a pessoa está precisando.


Na vida, quanto mais teimoso for o aluno, mais as aulas serão dolorosas.

Quanto menos o aluno aprender, mais a vida vai bater pesado para que acorde e aprenda.

A escola da vida funciona assim…Se a pessoa está insatisfeita e fica em casa reclamando da sina em vez de tentar mudá-la,  vai se tornar cada vez mais angustiada, arrumar uma úlcera ou uma depressão.

Ela tem a ilusão de se acostumar com a dor, mas o pior é que a dor não pára de aumentar.


A alegria de viver fica tão inacessível quanto o pico do Everest.

Negar uma necessidade nunca foi boa solução. O problema vai continuar até a pessoa se convencer de que precisa sair daquela situação e começar algo novo. Essa é a lição que está fazendo falta. Quando nos recusamos a aprendê-la, o problema se agrava.

Roberto Shinyashiki em Os Donos do Futuro


O hábito de elogiar

Artigo Anterior

O hábito de agradecer – enquanto o sábio agradece o pobre de espírito reclama

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.