3min. de leitura

PAREI DE VOCÊ!

Parei de contar quantas vezes por dia decido te mandar uma mensagem, e perco a coragem quando vejo sua foto. E quantas vezes disco seu número e pouso o dedo no ar antes de te ligar, mas desejo com todas as forças que o universo conspire para que esteja pensando em mim. Parei de listar seus defeitos porque, ao invés de fortalecer sua ausência, fez eu me acostumar a eles e aprender a te aceitar.


A parte mais difícil é se conformar. Dói pensar que nem todo esforço foi capaz de manter alguém, que nem as mais sentimentais declarações lhe fizeram sentido. Mas depois que a gente entende que ninguém pode merecer mais do que se dispõe a dar, fica mais fácil diferenciar quem vale a pena de quem é perda de tempo.

Parei de dizer aos outros que ainda nos falamos para não ter que me justificar, já que sequer sei porque ainda insisto nisso. Parei de acreditar que ainda vamos nos encontrar e ficar juntos de alguma forma; acho que antes disso acontecer, eu mereço outra pessoa em seu lugar. Parei de me convencer que tivemos algo especial, que você não foi só mais um em minha extensa lista de tentativas tolas.

PAREI DE VOCE


É uma espécie de vergonha, primeiro dos erros mais antigos que depois vai se aprofundando em discussões densas, pensamentos que quando foram ditos em voz alta e perderam a razão, e se apodera da gente. Sentimos vergonha não só de quem fomos, mas por quem nos submetemos a tanto, e por fim, de quem nos tornamos. Se alguém te faz sentir errado por ter se envolvido, com certeza, não era a pessoa certa pra te valorizar. Talvez até valha a pena, mas não pra você.

Parei de tentar entender quando foi que paramos de dar certo; aconteceu aos poucos ou de uma hora para outra? Parei de relembrar o quanto já fui feliz ao teu lado; acho que desgastei minha memória, já não sei o que foi real e o que foi criado. Eu parei de você, juro. E se me vir na rua, por favor, não me pare. Tenho pressa de recuperar o coração que já havia parado por ti.


_______________

Publicado Originalmente em : Bendita Cuca





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.