Pessoas inspiradoras

Passageira dirige táxi para que motorista cansado possa descansar

passageira dirige

Um dia, Cristina Tan chamou um táxi para ir a determinado lugar, provavelmente, sem imaginar o quanto aquela corrida transformaria o seu dia!



A gentileza é algo realmente incrível! Ela desperta o lado mais bonito e puro que existe em nós mesmos e nos permite fazer o bem para o outro, sem esperar nenhum tipo de recompensa, mostra-nos que apenas o prazer de ter ajudado outra pessoa é mais do que suficiente para vivermos felizes.

Infelizmente, na maioria das vezes, estamos muito cansados, estressados ou distraídos para nos oferecer um ato de gentileza a alguma pessoa ao nosso redor.

Mas quando tiramos o foco de nós mesmos por um momento e olhamos a vida pelos olhos daqueles que estão próximos a nós, a bondade nos chega naturalmente.


Foi isso o que aconteceu com uma mulher das Filipinas. Um dia, Cristina Tan chamou um táxi para ir a determinado lugar, provavelmente, sem imaginar o quanto aquela corrida transformaria o seu dia. A maioria de nós gosta de ficar em silêncio em corridas como essa e, muitas vezes, nem mesmo olhamos para o rosto da pessoa que está nos transportando, mas com Cristina foi diferente. Ela percebeu que o motorista, Rolando Sarusad, de 67 anos, estava com uma fisionomia bastante cansada, trabalhou o dia inteiro. Sabemos que as pessoas mais velhas não têm a mesma disposição do que nós, porque seu corpo já está mais cansado.

Durante a viagem, os dois conversaram bastante, Rolando explicou para Cristina os motivos de precisar trabalhar como taxista nessa idade, e em determinado momento até sugeriu que a moça descesse do carro, porque ele não estava se sentindo seguro na direção do carro e não queria colocar a segurança dela em risco.

Esse foi o momento em que Cristina, num ato de gentileza muito nobre e provavelmente inédito para Rolando, ofereceu-se para terminar a viagem dirigindo o táxi.

Então eles trocaram de lugar. Enquanto ela dirigia, o idoso ficou no banco de trás, descansando.


“Eu insisti para que eu dirigisse, pois minha casa ainda estava longe… Mas eu também insisti para que ele pudesse tirar uma soneca enquanto estávamos presos no trânsito”, contou ela. “Finalmente, quando eu estava dirigindo, ele facilmente adormeceu, e estava roncando”, disse ela.

passageira dirige2

Assim que Cristina começou a dirigir, Rolando pegou no sono. No final da viagem, o senhor disse para ela pagar apenas metade do valor da viagem, como forma de agradecer a sua atitude, mas ela não apenas insistiu em pagar a corrida, como deu a ele mais dinheiro, o suficiente para não precisar mais dirigir naquele dia.

Cristina foi empática, gentil e muito amorosa com Rolando. Ela se colocou em seu lugar e doou o seu tempo para fazer bem a ele. Esse é um grande exemplo de pessoas que fazem o bem por meio de atitudes, não apenas de palavras. Certamente, ela mudou o dia de Rolando e trouxe mais sentimentos positivos para sua vida.


Que mais atitudes como essa se tornem comuns. Compartilhe em suas redes sociais essa grande atitude!

 

 Direitos autorais das imagens utilizadas no texto: Divulgação


Mulher cadeirante e homem cego escalam montanhas juntos

Artigo Anterior

Confie nos processos da vida, pois é para vencer que você está aqui

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.