Notícias

Passageiras brigam e uma delas é expulsa de vagão por não usar máscara

capa fb Passageiras brigam e uma delas e expulsa de vagao por nao usar mascara
Comente!

Durante uma calorosa discussão, a passageira não identificada, que se recusou a usar máscara, é empurrada para fora do vagão pela enfermeira.

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) entram em consenso quanto às medidas de proteção individual para conter a disseminação do novo coronavírus: lavar as mãos, manter um metro de distância de outras pessoas em ambientes abertos ou fechados, evitar tocar olhos, nariz e boca, manter boa higiene respiratória e ficar em casa, se sentir que não está bem ou tiver tido contato com alguma pessoa que testou positivo para o vírus.

Também salientam que as pessoas devem evitar viajar para áreas onde a infecção por covid-19 esteja acentuada ou caso se sintam doentes pouco antes de ir para o local de destino. O uso da máscara é imprescindível, já que as pesquisas mais recentes mostram que a principal forma de contágio é pelo ar, por gotículas de saliva que se dissipam no ambiente quando espirramos, tossimos ou mesmo quando falamos.

Com quase dois anos de pandemia declarada pela OMS e com o avanço da vacinação, muitos indivíduos começaram a “relaxar” em relação às medidas, deixando de usar a máscara da maneira correta e até se aglomerando em locais públicos. Com as festas de fim de ano, as reuniões familiares e de amigos colaboraram para que os casos de covid-19 voltassem com força total, explodindo a quantidade de procura por testes e disseminação.

Em metrópoles e grandes cidades, a densidade populacional é sempre muito maior, fazendo com que um grande número de pessoas dividam os mesmos espaços, aumentando as chances de disseminação da doença. É justamente por isso que, em espaços fechados, a maioria das cidades tenham instituído a obrigatoriedade de usar o equipamento básico de biossegurança.

Na Grande São Paulo, uma briga de passageiras por conta do uso da máscara caiu nas redes sociais. O caso aconteceu em um vagão do metrô da Linha 1-Azul, onde o uso do equipamento de proteção é obrigatório, entre as estações Santana e Carandiru; um dos passageiros filmou as cenas. Nenhuma das mulheres envolvidas foi identificada até o momento, mas muitas pessoas acompanharam de perto o desenrolar da história.

Gravado por Ronaldo Camilo e compartilhado em seu Facebook, as duas mulheres aparecem discutindo em lados opostos do vagão, ambas sentadas. À direita da imagem, vemos uma que se identifica como enfermeira e que está usando máscara, enquanto à esquerda, a envolvida não usa o item indispensável em tempos de pandemia.

As duas começam uma discussão, com o tom de voz elevado, e a passageira sem máscara declara que não vai sair do metrô, pois pagou sua passagem, assim como todos os outros, e tinha o direito de ficar. A enfermeira declara que não usar máscara é uma “falta de respeito” com todos os outros passageiros, e ameaça tirá-la do vagão.

No vídeo, podemos ouvir a passageira sem máscara dizer que vai descer na “hora que quiser”, nesse momento, a situação se intensifica. A enfermeira fica de pé, ao lado da outra mulher, pedindo que se retire, enquanto ela insiste em dizer que não vai sair, mas sem colocar.

A enfermeira arranca a bolsa da passageira e se vira em direção à porta, a bolsa cai e a mulher sem máscara vai atrás, tentando pegar seu acessório. Nesse momento, a enfermeira chuta a bolsa para fora do vagão, para que a que não usa máscara tenha que sair para pegar seus pertences, empurrando-a para fora. A passageira ainda tenta entrar novamente, mas a enfermeira bloqueia a porta, impedindo a entrada da “desafeta”, mostrando que não aceitaria dividir o espaço com a outra.

Os demais presentes riem e a aplaudem, demonstrando apoio à enfermeira. Na publicação de Ronaldo Camilo, ele explica que a enfermeira tinha pedido educadamente que a outra colocasse a máscara, mas que teria sido ofendida, dando início assim à discussão que aparece no vídeo.

Comente!

Luiza Trajano atende clientes pessoalmente em loja do Magazine Luiza durante promoção

Artigo Anterior

Mayra Cardi defende Arthur Aguiar sobre traições: “vítima da sociedade”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.