Família

Passando fome e prestes a ser despejado com os pais, jovem pedalou 850km em busca de ajuda

Determinado a encontrar ajuda para a família, esse jovem mostrou sua coragem ao encarar sozinho uma longa e perigosa viagem. Entenda!



A pandemia de covid-19 prejudicou seriamente a vida de milhares de famílias no mundo inteiro, com o jovem das Filipinas, Peter Roncales, de 19 anos, e seus pais, não foi diferente.

Segundo contado em matéria do site filipino Inquirer, por conta das restrições contra o contágio, o pai de Peter, Mariano, de 62 anos, que trabalha como vendedor de coalhada, não tem podido sair de casa, e sua mãe Liza, de 60, que é lavadeira, também tem passado por problemas para exercer sua função.

Por esses motivos, a família, que vive na cidade de San Pedro, tem passado por muitos problemas financeiros. Segundo Peter, a família estava enfrentando a fome e prestes a ser despejada da casa em que vive.


O jovem disse que seus outros seis irmãos têm as próprias famílias e não podia ajudá-los, por isso ele decidiu pedir ajuda pessoalmente às autoridades da cidade natal de sua família, Oras. Como não tinha dinheiro para comprar passagens de ônibus, o jovem pegou a própria bicicleta e pedalou mais de 850 quilômetros para chegar a Oras, para onde a família sempre quis voltar.

Direitos autorais: Christian Evardone.

Peter não contou aos pais o seu plano e saiu de casa com apenas uns trocados e uma camisa extra. O jovem não tinha nenhum equipamento de proteção, como capacete e luvas, e calçava apenas chinelos.

A viagem, de 10 dias, não foi nada fácil para o determinado Peter. Ele contou que um dos pneus furou sete vezes, que foi atropelado por um motociclista e chegou a perder a consciência por conta da fome, sede e cansaço duas vezes. Ele também foi quase roubado, mas os assaltantes desistiram depois de ele implorar pela bicicleta, com lágrimas no rosto.


Depois que sua comida acabou, Peter bateu na porta de desconhecidos muitas vezes, pedindo comida e outros suprimentos. Ele ouviu “não” de várias pessoas, mas felizmente também contou com o apoio de desconhecidos, que reconheceram sua dura realidade.

Mantendo-se firme apenas pelo desejo de ajudar os pais, o jovem chegou ao seu destino extremamente cansado e faminto. Apesar de não ter os documentos exigidos pelo governo local, os profissionais se preocuparam mais com seu estado de saúde e lhe deram água e alimento.

Direitos autorais: Christian Evardone.

Andi Ballete, da força-tarefa local que supervisiona a resposta local à covid-19, afirmou que Peter estava cansado e desorientado. Christian Evardone também faz parte da equipe que apoiou o jovem e tirou algumas fotos que mostram o seu estado físico ao chegar ao destino.


Peter fez uma quarentena de 14 dias antes de receber permissão para ver sua avó de 85 anos, Marciana, que mora na cidade, e pedir a sua ajuda para recomeçar ao lado dos pais. Peter ainda revelou o desejo de que as autoridades permitam que ele e os pais possam voltar para Oras e que os ajudem a conseguir empregos.

Que situação triste! Não é assim que gostaríamos que nenhuma família passasse por esse momento, mas ficamos felizes por Peter ter chegado ao seu destino. Esperamos que ele e a família possam viver melhor e o parabenizamos por sua garra em apoiar os pais.

Paraense que cavou poço sozinha para livrar família da seca recebeu R$ 46 mil e reformou sua casa!

Artigo Anterior

Porteiro encontra cão perdido e recusa recompensa de R$ 5 mil: “Nem tudo é dinheiro”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.