Paula fernandes e suas lições sobre o amor-próprio

8min. de leitura

No universo das canções, especificamente falando do mercado brasileiro, é difícil encontrar uma canção que não fale sobre o amor e não aborde o tema de forma explícita. Em geral, não se pensa que alguém pode se arrepender por fazer algo por amor.



Nós, terapeutas, bem sabemos que o que vale no final e pesa de importância, quando se analisa qualquer situação, é a intenção por trás de uma atitude.

Entre começos e términos dos relacionamentos de nossa classe artística, somos banhados por obras românticas que retratam muitas vezes a realidade dos relacionamentos afetivos da maioria dos casais, relacionamentos que possuem duas características marcantes: são relacionamentos rápidos e, na maioria das vezes, terminam por um ato de quebra de fidelidade por parte do parceiro ou da parceira, o que coloca um ponto final no relacionamento.

Recentemente, a cantora Paula Fernandes, lançou um EP, intitulado Hora certa. Analisando este material, podemos concluir, tendo em vista também estudos de casos sobre relacionamentos afetivos em nossa sociedade, que durante o período de duração do relacionamento, os casais são imersos por uma verdadeira bolha de ilusão chamada paixão! Essa bolha se parece com uma bolha de sabão mesmo! Coça os olhos, que ficam vermelhos, e como o sabão, cega momentaneamente!

Usei essa metáfora porque os trabalhos da nossa classe artística estão repletos delas!

Podemos perceber claramente que, em muitos relacionamentos, tanto o parceiro como a parceira procuram dar o seu melhor, com a intenção de que aquele relacionamento vingue e seja duradouro. Mulheres de mais de 30 anos não estão mais a procura de diversão, querem realmente um relacionamento que possa passar da paixão ao amor, para que seja possível a constituição de uma família sólida, pois pensamos na chegada dos filhos.


O homem, apesar de em gerações passadas ter recebido rótulos como o de ‘’Ricardão’’, era conhecido pela fama de ser um garoto a vida toda, aquele que nunca cresc. À medida que a geração Y envelhece, o gênero masculino tem a possibilidade e a oportunidade de escrever uma nova história, em uma nova era, onde já acordamos para a importância do sagrado masculino e do sagrado feminino.

Os homens têm esta oportunidade agora, e veremos historicamente o resultado disso somente daqui a algumas décadas. Pelo andar da carruagem, nota-se que é necessário não só para o homem, mas paras as mulheres, um permitir-se no sentido do desenvolvimento mais apurado do senso de espiritualidade.

Na internet não faltam materiais e sites onde é possível navegar e encontrar profissionais, cursos, livros, vídeos e materiais que esclarecem sobre toda a problemática não só dos relacionamentos, mas dicas de como se espiritualizar, além de matérias jornalísticas sobre novas abordagens na área da psicologia, com o resgate de pensadores da área a quem antes não se dava importância.


Paula Fernandes é uma das cantoras que mais ensinam sobre amor-próprio em seus projetos musicais. Desde os seus primeiros álbuns ela aborda o tema, como podemos apreciar em músicas como: ‘’Cuidar mais de mim ‘’ e ‘’Uma canção para mim’’.

Em seu último álbum, podemos perceber que ela se questiona sobre o quanto se doou no relacionamento, fazendo questionamentos sobre o quanto o término do relacionamento pode ter sido sua culpa ou não, o quanto fez. No final, ela simplesmente chega à conclusão de que não falhou, que tomou a melhor decisão e que um dia o parceiro entenderia, como retrata claramente a música: ‘’Por nós dois’’, faixa 4 do EP.

Quem acompanha a carreira de Paula desde o início conseguiu perceber o quanto esse EP fala de amor-próprio, além de retratar como na última faixa do EP ‘’Preciso te amar para viver’’, a dependência que a paixão causa em nós. Na faixa ‘’Sem precisar”, ela deixa ainda mais claro uma lição sobre amor-próprio. Quando ultrapassasse uma linha segura, os limites de respeito com relação à individualidade do outro são rompidos. Essas são as fases conflituosas das relações, recheadas de seus altos e baixos. Somente muito respeito e amor podem fazê-las durar.

Percebe-se claramente, neste último trabalho da cantora Paula Fernandes, que existe uma reflexão que se faz após o término de um relacionamento, como podemos perceber no trecho da música ‘’Por nós dois’’: ‘’Será que eu fiz o melhor por nós dois, pra depois, eu não me arrepender? ’’

Ainda na canção do EP ‘’Por nós dois’’ ela diz: ‘’Te amei bem mais que eu’’, Paula demonstra o quanto as mulheres, em especial, empenham-se na construção de um relacionamento sólido, em nome da paixão e da possibilidade de uma felicidade duradoura.

Na canção “Sem Precisar” ela diz: “Gostar de alguém, não é para quem diz que precisa de alguém gostar’’.

Nesta canção percebe-se claramente o resgate do amor-próprio que as mulheres vivem após refletirem sobre seus relacionamentos, quando eles não vão bem.

Ela nos diz, de maneira poética, que antes de gostarmos de alguém, porque é isso que é a paixão, “um gostar’’, é preciso que amemos a nós mesmos e que este amor esteja, portanto, consolidado, para que sejamos capazes de construir com o parceiro uma relação duradoura, onde a paixão evoluirá para o amor, um amor pleno da graça da completude, onde reinam o respeito mútuo e um companheirismo reconhecido por todos, como a base de qualquer relação duradoura, e que muitas vezes é para a vida toda, como temos exemplos de casais que celebram suas bodas de ouro.

Quando somente um dos parceiros possui essa base consolidada, e não ambos, o relacionamento não vai para a frente, pois é necessário que ambos estejam firmes e seguros de si, só assim o amor pode fluir como deve ser e encontrar sustentação nos braços da paz, porque só conseguimos amar verdadeiramente quando primeiramente somos capazes de amar a nós mesmos.

O segredo para o amor sempre foi o respeito. A partir desse respeito é que toda a magia do verdadeiro amor acontece.

O respeito pelas manias do outro, o respeito pelo tempo do outro, o respeito pelas decisões individuais do outro. Enfim, só lembrando a frase do livro ‘’O Pequeno Príncipe, “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas’’.

Portanto qualquer relação só irá evoluir para o engrandecimento da paixão e se tornar um amor forte e indestrutível, se o ingrediente principal e base da magia ocorrer: o respeito. Sem ele, meus queridos, faça um favor a você mesmo: ame-se!


Direitos autorais da imagem de capa: universalmusic

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 22/04/2019 às 4:42






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.