Espiritualidade

Pelo movimento de despertar!

jing jang yin yang planet hd high definition fullscreen

Muitas vezes nos surpreendemos com nossas próprias reações exageradas diante de alguma questão que se apresenta – nem sempre relevante – e não reconhecemos aquele aspecto como sendo nós mesmos.



Isso é o que chamamos de “sombra”, aqueles aspectos que ainda não receberam a Luz.

Inversamente proporcional é a Luz que somos…

Muitas vezes nos surpreendemos com a nossa capacidade de amar e acolher, com a GRATIDÃO que somos capazes de sentir, e até com a felicidade que nos invade. Isso é o que chamamos de “SER”.


Fomos condicionados a focar mais a atenção nos nossos defeitos e deficiências do que na BELEZA que somos…

Pois bem, chegou o momento de transcender esse condicionamento e passar a cultivar a Divindade que SOMOS, pois estamos em pleno movimento de DESPERTAR!

Precisamos, AGORA, nos permitir amar e ser amados, perdoar e ser perdoados, acolher e ser acolhidos, agradecer e receber gratidão!

Vamos nos permitir a FELICIDADE de simplesmente SER UM com tudo e com todos, na perfeição do Divino Plano que nos criou e que nos rege?


Esse é o caminho para a ILUMINAÇÃO, que não é privilégio de uns poucos.

A LUZ é o “lugar” de origem e de destino de todos nós!

Que a LUZ DIVINA se faça em todos os corações!

Que todos os Seres se reconheçam como a imagem e semelhança do Criador!


Que todas as sombras se dissipem e a ILUMINAÇÃO se apresente para todos os Seres!

Eu agradeço, eu agradeço, eu agradeço!

Tania Ramalho Ayakan

392635 291739617517520 236188293072653 1081307 249066173 n


“…a alma humana é um lugar de ambiguidade, contradição e paradoxo. Toda experiência da vida, que é manifestação da alma, é resultado de contrastes…luz e sombra; prazer e dor; acima e abaixo; à frente e para trás: quente e frio […] Jung tinha coragem para ver que cada um de nós precisa de um lado sombrio para ser quem somos.”
Extraído do livro O efeito sombra – encontre o poder escondido na sua verdade.

Pais sentem chutes de bebês em suas próprias barrigas

Artigo Anterior

O cão de rua que teve um final de vida repleto de amor e carinho

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.