ComportamentoReflexão

Pensar é difícil, é por isso que a maioria das pessoas prefere apenas julgar

pensar é difícil

Vivemos em uma época em que a famosa frase de Carl Gustav Jung “Pensar é difícil, é por isso que as pessoas preferem julgar”, faz muito sentido.



Estamos constantemente analisando as pessoas ao nosso redor com olhos cruéis, sedentos por falhas, por qualquer sinal de insuficiência, como se ao analisar o outro e apontar os seus defeitos, estivéssemos de alguma maneira nos distanciando de nossas próprias imperfeições.

Apesar de os julgamentos fazerem parte de nossa natureza humana, e muitas vezes desempenharmos esse comportamento sem ao menos nos darmos conta, precisamos tomar cuidado para que não fiquemos condicionamos nesse modo de vida, tornando-nos amargurados e solitários, porque ninguém quer ficar perto de uma pessoa que não sabe enxergar as coisas bonitas da vida e daqueles ao seu redor.

Precisamos tomar cuidado para não sermos dominados pelos nossos próprios egos e criarmos rótulos, ao invés de conexões; críticas, ao invés de reconhecimento; crueldade, no lugar de empatia. Todos somos seres imperfeitos, em constante evolução e todos estamos fazendo o nosso melhor a cada momento. Reconhecer isso nos aproxima de uma existência mais consciente.


Toda vez que julgamos algo ou alguém, perdemos a oportunidade de enxergar o outro com mais profundidade, humanidade; perdemos a oportunidade de aprender e ensinar, de nos tornarmos seres humanos melhores.

Temos o grande hábito de classificarmos com desnecessário ou importuno tudo aquilo que não se encaixa em nossos padrões de crenças, em nossas formas de enxergar o mundo e a vida e achamos que estamos certos ou apenas “exercendo nosso direito à opinião”, e assim ofendemos pessoas todos os dias e plantamos em seus corações tristeza, exclusão e insuficiência.

Esse comportamento precisa ser mudado. O mundo é muito grande e cheio de pluralidades. Cada um de nós tem uma vida única, com experiências únicas e têm o direito de viver como quiser e ser respeitado por isso

Trabalhe para ser um ser humano. Treine sua mente para admirar, ao invés de julgar; para amar, ao invés de condenar. O respeito e a empatia são valores que nos levam além e precisam ser cultivados com mais intensidade.


Desenvolva o seu pensamento; analise, antes de julgar, vá além do senso comum e compreenda que nem sempre a primeira impressão é a que deve ficar. O mundo é complexo e as pessoas mais ainda! Merecemos mais do que apenas um olhar crítico, merecemos compaixão, cuidado, atenção.

Quando se vir preparado para julgar, seja melhor, pense. O mundo precisa de pessoas que façam mais do que apenas apontar os dedos.



Direitos autorais da imagem de capa: CREATISTA/SHUTTERSTOCK

Quando uma porta se fecha, é para levá-lo à porta correta

Artigo Anterior

De acordo com pesquisa, marido pode ser responsável pelo ganho de peso da mulher

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.