Desenvolvimento PessoalO SegredoQualidade de vida

Pequenas cicatrizes, grandes lições

Todo final de relacionamento vem acompanhado de dor, saudade, tristeza e lembranças boas e ruins. Como superar este período e estar pronta para viver o novo? Você irá passar por alguns passos, enfrentar situações constrangedoras, mas a boa notícia é que você VAI SUPERAR.



No início, a tendência é negar o sofrimento, tentar provar para você e para as pessoas próximas que está ótima, curtindo a vida e sendo feliz. Mas isso é apenas um mecanismo de defesa que o subconsciente cria para te proteger da dor. Funciona bem durante o dia, mas, invariavelmente, ao ficar sozinha, ao deitar a cabeça no travesseiro, todos os sentimentos reprimidos durante o dia, vem à tona. É nessa hora é que o desespero bate e o telefone é seu pior inimigo.

Entenda que um relacionamento é feito duas pessoas que tem os mesmos objetivos e sentimentos. Admitir que esta conexão se perdeu é difícil, mas é o primeiro passo para espantar os fantasmas que nos seguem quando terminamos uma relação amorosa. Se você fica se perguntando coisas como: “será que vou ser feliz sem ele? ”, “será que eu vou namorar outra pessoa? ”, “Será que um dia eu vou esquecê-lo? ”. A resposta é simples: SIM. Se você não consegue enxergar isso agora, não se desespere. Essas dúvidas são normais, todo mundo passa por isso algumas vezes na vida. Entenda que esta é uma fase, não uma constante.

Faça o seguinte exercício: deixe estas perguntas de lado. Pergunte-se em voz alta: “eu realmente preciso de alguém que não quer mais estar ao meu lado? ” A resposta é óbvia.


Encare de frente. Toda experiência é válida para nossa vida, seja ela boa ou ruim. Com o tempo, você vai aprender a usar esta bagagem de um relacionamento que não funcionou, para fazer o próximo funcionar.

Se a música de vocês toca no rádio, ouça. A música vai acabar. O primeiro filme que vocês viram juntos vai passar na TV? Assista. Ele também vai acabar. Com o tempo, as lembranças que hoje parecem ser dolorosas, servirão de aprendizado.

Um machucado deixa pequenas cicatrizes, que, com o tempo, param de doer e viram símbolos de experiências ruins, mas que ficaram de aprendizado. Vez ou outra, você olha para elas, ri e pensa: “nem doeu tanto assim”

Entendeu?


 

 

5555A Life Coach Miria Kutcher é autora dos programas de coaching “Pronta para o Amor” e “A Roda do Sucesso”. Seu trabalho pode ser visto no sitewww.miriakutcher.com.br

Eterna estudiosa da alma e dos desejos humanos, Miria Kutcher aprendeu programação neurolinguística, EFT (sigla em inglês para Técnicas de Libertação Emocional), Coach e Espiritualidade com mestres de renome nos EUA – como Alina Frank, Bobbi Gemma e John Gray (autor de Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus, Editado no Brasil pela Editora Rocco). Estudou PNL pensando em ouvir melhor às clientes do seu SPA e poder ajudá-las em seu cotidiano. Brasileira radicada nos EUA, atualmente faz sessões de Coaching individuais e em grupo, presenciais e online.


Os surpreendentes benefícios dos beijos

Artigo Anterior

Quando a educação dói: mães tóxicas

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.