publicidade

Perde tempo quem não calcula o que lhe convém…

Não é que o tempo passe rápido, mas nós que não o temos visto passar porque damos brecha para os ladrões do nosso tempo, ou seja, para as situações que nos roubam a vida porque nos fazem perder tempo com coisas que não valem a pena e, muito menos, os segundos do nosso relógio…

Tanta gente perde tempo com palavras sem valor, ações sem sentido, passos sem rumos, dias sem luz… As pessoas perdem tempo com vida sem vida porque viver perdendo tempo com o que não nos acrescenta é deixar que a vida se esgote, sem termos tempo para vivê-la.



Por isso, perde tempo quem não calcula o que lhe convém, quem perde minutos com besteiras, horas com pessoas que não valem a pena, anos com sentimentos que não deveriam existir.

Os ladrões do nosso tempo não são os outros, mas as nossas próprias escolhas, as decisões que escolhemos tomar, os sentimentos que decidimos manter em nós.

É muito comum vermos as pessoas reclamando que não têm tempo para fazer o que gostam porque suas outras tarefas lhes tomam todo o tempo, porém, isso é uma questão de escolha, porque abraçamos uma série de coisas e nossos braços deixam cair aquilo que mais nos acrescenta, o que nos faz pulsar e para o qual deveríamos ter pelo menos uma fatia das nossas vinte e quatro horas do dia…

Saber escolher também é saber aproveitar o tempo, mesmo que nos pareça que o estamos perdendo, já que em um mundo capitalista os momentos de ócio podem não ser considerados tempo produtivo.


Por isso, dê-se ao luxo de perder tempo para ganhar vida, dê a si mesmo tempo de viver com a família, de fazer o que gosta, dê a si condições para que possa, de fato, viver.

Esses momentos nunca serão perdidos porque transformar-se-ão em lembranças boas que o tempo deixará guardado em sua memória.

Claro que isso não fará com que o relógio pare, mas, mesmo que o tempo passe, você o eternizará em si porque estará vivendo o que o faz pulsar e o que o deixará marcas, que construirá memórias e será lembrança. Existe coisa melhor do que lembranças sublimes?


Sabe por que as nossas melhores lembranças são aquelas de quando éramos crianças? Porque sabíamos aproveitar a vida com o que nos tocava, com o que nos fazia viver, mas me parece que quando crescemos, nós nos esquecemos de certas coisas.

Somos adultos demais para viver a vida? Será que a essência de criança não deveria existir em nós? Nunca teremos o que lembrar, se não nos preocuparmos com o relógio da vida porque a vida passa e os ladrões do nosso tempo podem roubá-la de nós, mesmo que de forma sutil.

Saber enxergar o que nos acrescenta é a melhor maneira de não deixar que a nossa vida seja roubada, devemos é estar dispostos a ter em nossa vida pessoas que nos roubem sorrisos, sentimentos que nos roubem suspiros, atividades que roubem nosso sentimento de infelicidade, esses sentimentos, essas atividades e essas pessoas sempre devem ser bem vindas porque nos roubam por completo e nos deixam reféns das memórias que nos proporcionara..

Porém, os ladrões do nosso tempo, aquilo com o qual em vão perdemos os nossos valiosos segundos, minutos, anos, a nossa vida, devem ser, decididamente, riscados da nossa agenda porque, quando se vai, nada se deixa, apenas a simples constatação de que nos roubaram o que temos de mais valioso: uma fatia (pequena ou grande) da nossa vida e da nossa possibilidade de viver algo que valesse os segundos que perdemos do nosso relógio do tempo!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.