“Perdoar não é esquecer. É relembrar sem sofrimento” (padre Fábio de Melo)

4min. de leitura

O verdadeiro perdão é a capacidade de seguirmos em frente, sem guardar sofrimentos em nossos corações.



O perdão é um tema debatido desde sempre.

Muitos de nós crescemos aprendendo e concordando que devemos ser capazes de perdoar as outras pessoas pelo mal que nos causaram, porque os maiores beneficiados com isso somos nós mesmos. Outros não concordam com isso e acreditam que certas atitudes não merecem perdão, e estão dispostos a sacrificar relacionamentos em favor dessa opinião.

Um dos maiores motivos pelos quais o perdão não é visto com bons olhos pelas pessoas é porque elas acreditam que é impossível perdoar e esquecer, e que é hipocrisia dizermos que somos capazes de liberar perdão e automaticamente apagar de nossas mentes e corações todo o sofrimento que alguém nos causou.


Essa questão é muito complexa. É possível concordar que o esquecimento não é algo que vem facilmente para nós, especialmente se a dor veio de uma pessoa que amávamos muito e na qual confiávamos plenamente.

O padre Fábio de Melo compartilhou recentemente em seu perfil no Twitter uma frase muito interessante sobre o perdão e que aborda exatamente essa questão do esquecimento.

Ela diz: “Perdoar não é esquecer o mal que o outro nos fez. É relembrar sem sofrimento”.


Essa frase é poderosa e reflexiva, e nos faz repensar sobre o que realmente significa perdoar alguém.

Embora o perdão seja uma dádiva, uma grande qualidade, que nos liberta de prisões emocionais, nós todos somos humanos, por isso o adaptamos à nossa realidade.

Perdoar não significa, necessariamente, esquecer, especialmente porque as feridas e os traumas que outra pessoa nos causou não desaparecem com o tempo, nem da mente nem do coração.

Liberar o perdão é ser capaz de relembrar o que passou sem sofrimento na alma e sem permitir que a atitude da outra pessoa tire a nossa paz ou a nossa motivação para caminhar e conquistar os nossos sonhos e objetivos.

Perdoar é seguir a própria vida livre de todas as intenções negativas enviadas em nossa direção por outra pessoa. É nos levantarmos, juntarmos os pedaços de nossos corações e nos recompormos, evitando alimentar dentro de nós qualquer sentimento que possa prejudicar nossa felicidade.

Para perdoar, não precisamos esquecer, mas ser capazes de liberar todos os sentimentos negativos relacionados à ação da outra pessoa.

Devemos colocar a nós mesmos em primeiro lugar e nos amar acima de tudo, não permitindo que nenhum sentimento negativo habite em nós.

Portanto, perdoe, ainda que não seja capaz de esquecer. É o desapego do sofrimento que o ajudará a seguir em frente e se reconstruir para uma vida melhor.

Compartilhe a reflexão em suas redes sociais.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem do texto: reprodução Twitter/@pefabiodemelo.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 03/07/2020 às 4:52






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.