3min. de leitura

Perdoe e liberte-se das sombras que algumas situações provocam

Como dar o perdão? O perdão também é um processo, e como tudo o que é novo precisa ser praticado para que se possa ter êxito.


Muitas vezes nos pegamos pensando e repensando na mágoa que alguém nos causou e acabamos remoendo toda aquela dor, rancor, mágoa, e até, por vezes, ódio. Contudo, afirmamos a nós mesmos o tempo todo que já perdoamos determinada pessoa. Sinto lhe dizer que, então, você não perdoou.

O perdão serve para que nós possamos nos libertar das sombras que algumas situações nos provocam. Muitas pessoas acreditam que o perdão é dado à outra pessoa, quando, na verdade, ele é para nós mesmos.

Perdoar é trabalhar na mente e no coração alguma situação que, em algum momento, nos fez mal. É fazer com que a situação não doa ou não nos ataque mais.

Contudo, para perdoar, não é necessário que se esqueça o que passou, mas, sim, que se liberte do sentimento ruim que tal ocasião ou pessoa lhe proporcionou.


Mas como é possível perdoar?

Primeiramente trabalhando a mágoa dentro de si. Pense que todo mundo é passível de erros e que aquilo não foi feito especificamente para machucá-lo, e caso tenha sido, pense que nem tudo deve realmente magoá-lo. Cada ação gera uma reação e, de repente, aquela reação foi em decorrência de uma ação sua.

Perdoar não é fácil, mas a vida é um grande aprendizado e tudo o que passamos serve para nossa evolução.

O perdão também é um processo, e como tudo o que é novo precisa ser praticado para que se possa ter êxito.


Algumas pessoas conseguem perdoar através da oração, outras praticando empatia ou se colocando no lugar daquela pessoa, tentando entender o que a fez praticar tal ação.

Outras conseguem através da meditação e reflexão ou até mesmo com o passar do tempo. Não importa como conseguir, mas lembre-se de que a mágoa dói em você e que todo e qualquer sentimento ruim não traz nenhum benefício.

Então, o quanto antes você se liberta disso, melhor seu corpo, mente e espírito trabalharão em consonância.


 

Direitos autorais da imagem de capa: Matteo Petralli/Pexels.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.