O SegredoVida Plena

Permita que as coisas aconteçam

Permitir significa ficar receptivo, relaxar, não agir, não atuar para dar um direcionamento aos acontecimentos. Este é um dos maiores desafios para nós, seres humanos, que fomos condicionados à ação, sem a qual – disseram-nos -nada se pode conquistar.



Como, então, aprender a arte do permitir? Quando não estamos agindo, em geral somos tomados pela ansiedade, pelo desejo intenso de que um determinado objetivo ocorra e, quanto mais nos apegamos a esta energia, mais afastamos a possibilidade de que ele aconteça de modo natural.

Isto significa que algo se materializará assim que todas as variáveis favoráveis àquele acontecimento estiverem reunidas. A questão é que não temos condições de saber quando isto vai ocorrer e, portanto, precisamos aprender a relaxar numa espera confiante.

Sempre que fazemos algo e daquele fazer nada resulta, é hora de começarmos a repensar esta atitude habitual que nos leva sempre a acreditar que de nossa ação, algum resultado imediato teria de ocorrer.


Isto nem sempre acontece e a razão é que existem fatores sobre os quais não possuímos qualquer controle. A única saída é esperar que a existência traga uma resposta, no momento em que ela considerar adequado.

Para muitos, viver desse modo é uma verdadeira tortura, afinal, a confiança ainda é algo absolutamente desconhecido para a maioria de nós. Não falo do ato de confiar em alguém que já nos deu alguma prova de sua lealdade, mas sim da confiança nos desígnios do divino, aquela dimensão da vida sobre a qual nada sabemos, pois pertence ao terreno do mistério.

Se assim é, de nada adianta nos angustiarmos. A atitude mais sábia é desenvolver a arte da aceitação, e fluir com o que acontece de modo relaxado, respondendo a cada acontecimento no momento exato em que ele ocorrer.

Este é um aprendizado essencial na jornada evolutiva do ser humano pois, ao querer determinar a consequência de todas as nossas ações, só conseguimos ampliar o sofrimento e a insatisfação.


Relaxar não é uma questão simples; é um dos mais complexos fenômenos, porque tudo aquilo que nos ensinaram foi tensão, ansiedade, angústia.

…Você terá que aprender – é uma ação negativa. É uma das coisas mais significantes a serem aprendidas… estar em um estado de deixar-se levar, estar em um estado de rendição e permitir à existência fluir por você. Isto é o fazer através do não-fazer… este é o caminho do coração.
O caminho do coração significa o caminho do amor.

Osho


 

___

Por: Elisabeth Cavalcante


Escola na calçada: na índia, empresário dá aulas para crianças pobres

Artigo Anterior

Prāṇāyāma – a respiração do yoga

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.