ColunistasComportamentoEmoções

Permita-se desabar perante a dor

Em dados momentos da vida nós somos surpreendidos com a presença da tristeza, por vezes aquele aperto no peito se torna um nó tão firme, que é difícil até mesmo desatá-lo permitindo que ele se solte, lenta e dolorosamente, através das lágrimas.



Nos dias atuais, o tempo passa tão depressa e nossos compromissos são tantos que, dificilmente tiramos um tempo pra nós, para observar (de fora) os sofrimentos pelos quais passamos diariamente, daí eles se tornam aquele peso insuportável que segue se acumulando durante semanas, meses ou até mesmo anos.

A explicação para esse fato se deve a uma série de elementos, pela correria com os prazos e metas do trabalho, a faculdade que traz ainda mais responsabilidades, a vida familiar que anseia por nossa presença, os amigos que também merecem atenção, talvez ainda exista um relacionamento onde demanda carinho e dedicação, dentre as demais rotinas do dia-a-dia que, somam-se a uma longa lista de afazeres cotidianos, que exige a utilização de uma força suficiente para alcançar o sucesso, em três grandes esferas da vida: profissional, acadêmica e pessoal.

permita-se-desabar-foto-de-capa-e-foto-01


Conciliar tantas questões nos traz aquele sentimento de ter superado desafios e conquistado nosso lugar ao sol, mas a tristeza também nos acompanha durante essa caminhada, ele se instala no silêncio, através daquele objetivo que você não conseguiu alcançar, seja por uma história melancólica, um amor decepcionante, a saudade de uma pessoa querida, enfim… O caso é que a mágoa sempre arruma um espaço para estar presente, mesmo sabendo ela que seu tempo é curto em nossos corações – ou não. Particularmente, em mim, sua permanência é breve, mas julgo que também é necessária. Afinal você só possui o equilíbrio quando tem as medidas corretas de coisas boas (e nem tão boas) dentro de si.

Portanto, permita-se desabar diante do sofrimento, você não precisa ser forte pela vida inteira, tire um tempo para você, reflita sobre a sua vida, converse com algum amigo ou apenas chore, deixe que as lágrimas escorram pela sua alma, e retirem toda a aflição e angústia que ali se encontram.

permita-e-desabar-foto-02

Não admita que a amargura se instale em seu coração e retire a sua humanidade.


A dor se manifesta de diversas formas, às vezes surge de maneira intensa, nos faz ficar mais reflexivos e pessimistas. Em outros momentos chega de mansinho, escorre pelo canto dos olhos no silêncio da noite e, quando amanhece, ela já se foi…

Aliás, é muito importante que ela se vá e, quando você encontra uma maneira de expulsá-la, também consegue se fortalecer por meio de suas fragilidades e, tenha a certeza de que abrirá caminho para bons sentimentos como alegria, esperanças e amor – principalmente o próprio.

Já desisti quando na verdade queria apenas parar para descansar…

Artigo Anterior

Permita-se mudar como as estações…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.