3min. de leitura

Permita-se Viver Fora da Caixa!

Daí, um belo dia você resolve começar a olhar pela janela da caixa, e começa a pensar, que talvez lá fora seja mais divertido, colorido e arejado do que aqui dentro.


Então, resolve espiar o mundo lá fora. E coloca o nariz pra fora da caixa.

E tem ideias, pensa, planeja, organiza novos projetos, ou ainda, desembrulha um velho sonho.

Começa a passar os dias estudando, trabalhando, fazendo pesquisas e colhendo opiniões sobre seu novo projeto. Dando duro mesmo, até que…

Até que o medo de tentar começa a dar as caras. Primeiro surge como uma voz baixa, quase sussurrante, com o tempo vai ganhando força, podendo até gritar com você, e em determinadas situações fazendo-o paralisar/estagnar.


Em qualquer projeto, que você venha a empreender na vida, o maior limitador é, e sempre será, você mesmo. A presença de um sabotador ou de um crítico interno são pontos devastadores em qualquer projeto e na confiança de qualquer indivíduo.

Se você busca a perfeição em seus projetos ou na sua vida, vou te contar um segredo: Perfeição – não existe, ou melhor, só existe na imaginação da gente – É necessário alinhar nossas expectativas à realidade em que vivemos, e sermos felizes com nossos resultados.

Claro, que podemos ser caprichosos em nossos trabalhos, e minimizar os erros, buscando uma excelência cada vez maior em nossa atividade profissional e pessoal. Mas tudo precisa de tentativa e erro, porque errar é parte do processo do “fazer acontecer”.


Realize dentro de suas capacidades, aceite suas limitações, destrua sua “caixa”, e seja feliz.

Além do mais, só consegue algo quem tentou/buscou por isso!

“- E se essa voz continuar me perseguindo?”

Não lhe dê ouvidos, ou seja, não lhe dê poder. Pensamentos sem emoções são apenas pensamentos. E, se ela voltar a lhe perturbar, simplesmente, a ignore. Reaja, mande-a plantar batatas!

Não entre na onda da voz, essa voz aí, não sabe de nada. Não sabe do tamanho do seu sonho, do seu querer ou de seu poder realizador. Realize dentro de suas capacidades, aceite suas limitações, destrua sua “caixa”, e seja feliz.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.