publicidade

Pessoas com certas personalidades patológicas são mais atraentes, diz estudo:

Você já se perguntou por que vê alguém que está totalmente fora de sua mente acabar com um parceiro intenso e apaixonado, que caminharia até os confins da terra para fazê-lo feliz?



Enquanto isso, alguém que parece ter sua vida estável e se comporta de uma forma totalmente normal, racional e controlada é totalmente incapaz de encontrar uma parceria duradoura ou mesmo um caso de curto prazo?

Esta é realmente uma tendência comum na sociedade. A pessoa selvagem, fora de controle ou estereotipadamente “louca” é perseguida por um monte de gente, enquanto a pessoa certinha, “chata” parece acabar triste e sozinha, se perguntando onde errou.

Pense nisso: você já conheceu alguém que tem tudo o que você busca em um parceiro, mas simplesmente não sentiu aquele impulso instintivo, dominador de atração por ele?


Por que “a pessoa errada” parece tão certa?

Pode haver uma razão apoiada pela ciência. De acordo com um estudo, as pessoas com traços de personalidade mais extremos – que são mais propensas a ser super ansiosas, extremas e intensas – são mais atraentes do que uma pessoa menos extrema.

Isso mesmo, pessoas consideradas neuróticas, intensas, ansiosas … pessoas que podem ser chamadas de “loucas” realmente são mais atraentes do que outras pessoas, mais “normais”. Surpreendente? Ainda tem mais.

De fato, “os resultados mostram que as pessoas com alguns tipos de personalidades patológicas, como aquelas consideradas neuróticas e impulsivas, tinham mais companheiros e filhos do que a média”, de acordo com o Scientific American.

Isso significa que pessoas loucas e neuróticas estão tendo mais parceiros e mais filhos do que pessoas com personalidades mais normais.


Além disso, “Os resultados do estudo também revelaram que as mulheres neuróticas eram mais propensas a ter relacionamentos duradouros. As participantes mais neuróticas do sexo feminino tinham 34% mais companheiros de longo prazo e 73% mais filhos do que a média, apesar de exibirem um traço tipicamente associado com instabilidade, ansiedade e insegurança”.

“Mulheres neuróticas são mais susceptíveis a ter relações duradouras.”

Isso também se aplica a pessoas que assumem riscos extremos. Acredita-se que elas atraiam mais casos de curto prazo. Pense “naquele cara” que surfa e faz escaladas ou “naquele cara” que festeja toda noite e exibe algum comportamento autodestrutivo e até mesmo sai com várias mulheres ao mesmo tempo … para os quais as mulheres são inexplicavelmente atraídas. Por que isso acontece?

De acordo com Fernando Gutiérrez, envolvido com o Hospital Clínico de Barcelona, ​​que liderou o estudo, a razão pela qual as pessoas são instintivamente mais atraídas por pessoas que assumem riscos extremos e são impulsivas é porque elas são consideradas intrigantes e fascinantes.

“Embora sejam egoístas, quebradoras de regras, imprudentes e rebeldes, também são corajosas, temerosas, independentes e autossuficientes – e vivem vidas frenéticas e galvanizantes”, diz ele. Isso poderia enviar “um sinal de que o sujeito tem qualidade e condição genética tão boa para viver perigosamente sem sofrer dano”, ele continua.


Viver perigosamente pode ser atraente

Então, se você é uma mulher que tem ataques de pânico inexplicáveis ​​e se perde em como fazer um homem se comprometer, ou se você é um homem que tem uma tendência a se voltar para o comportamento extremo ou viver em um mundo marcado com tendências neuróticas, pode realmente ser mais atraente. É loucura, mas é verdade.

Ou, se você é alguém que se esforça para controlar a si mesmo, não diz as coisas que quer dizer com medo de ser percebido de forma negativa, talvez seja hora de libertar-se desta barreira e ser ousado, deixar-se ser divertido e dizer coisas que pode ter medo de dizer.

_________

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.