10min. de leitura

PESSOAS TÓXICAS… – QUEM É TÓXICO? A PESSOA OU O COMPORTAMENTO ADOTADO POR ELA?

Olá queridos leitores.


Eu estava aqui pensando sobre um personagem típico na vida social: a pessoa tóxica. Mas quem mesmo é tóxico? A pessoa ou o comportamento adotado por ela?

A pessoa que adota comportamento tóxico o faz porque é mais fácil falar mal e reclamar, do que construir e ir atrás dos próprios sonhos. Esse processo por vezes é inconsciente. Veja a lógica: para construir algo, você tem de pensar o que quer realizar (exemplo: comprar a casa de seus sonhos). Você sabe que a realização dessa construção/sonho terá resultado muito positivo e prazeroso, porém a construção até chegar lá é repleta de desafios, além de ser bem cansativa (no nosso exemplo, pode envolver esforço financeiro, muito tempo, entre tantos outros). Diante dos vários passos necessários, a mensagem que o cérebro cria é: “relaxe, depois você vê isso! ”.

De outro lado, o comportamento tóxico envolve fatos, normalmente relacionados a vida de outras pessoas, ou ao funcionamento das coisas. Esses fatos estão prontos. O ser humano sente prazer em dar opiniões, mesmo que negativas, além de reclamar das coisas que acontecem. Sente-se útil ao fazer isso. Note que algo de negativo que nos acontece precisa ser trabalhado para que uma mudança ocorra, e pensar nisso, colocando as mudanças em prática, dá trabalho! Se há outra pessoa com o mesmo comportamento tóxico, a coisa ganha proporções muito grandes, capaz de contaminar negativamente a todos. Conclusão: o comportamento tóxico é um padrão fácil de ser adotado, e é bastante destrutivo, capaz de gerar uma “má vontade” nas pessoas ao redor. Cuidado!


PESSOAS TOXICAS - FOTO DE CAPA

 

É muito importante relembrar que somos os grandes responsáveis por todas as nossas decisões, e suas respectivas consequências. Dessa forma, podemos ir pelo caminho do comportamento tóxico ou do saudável. Agora que você tem a consciência de que a decisão de ter ou não esse comportamento está em suas mãos, que decisão tomará? A de construção, de pensamentos e realizações positivas. A de ser tóxico, de desconstrução? Está em suas mãos, e você sabe as consequências de cada escolha!


Entendi! Mas há pessoas com comportamento tóxico (chamaremos daqui para frente de “pessoas tóxicas”) ao meu redor. Mas quais as características mais comuns das pessoas tóxicas?

Veja se você conhece a seguinte situação: no trabalho, um colega que não está feliz, não se sente realizado, fica revoltado com qualquer comportamento dos colegas, vive se sentindo injustiçado. Se alguém é promovido, logo pensa que com ele nada dá certo, e que ninguém o ajuda. Pensa que o colega que recebeu a promoção deve ter algum pacto ou coisa do tipo. A empresa, até então muito boa, passa a ser um péssimo lugar para se trabalhar. Esse padrão é um verdadeiro veneno para as pessoas, uma verdadeira intoxicação, que causa um ambiente de trabalho ruim e pesado, repleto de comentários e atitudes maldosas.

Infelizmente esse tipo de personagem não vem com uma placa “pessoa tóxica”. Devemos observar seus sinais, para limitar nossa exposição, ou até mesmo cortar laços. Pessoas tóxicas normalmente não agregam em nada, só afetam e sugam nossa energia.

Para ilustrar um momento em que uma pessoa tóxica afeta e sua energia e te colocam para baixo, temos como exemplo frases do tipo “posso ser sincero?”, seguido de um verdadeiro caminhão de críticas (podem ser a empresa, aos colegas de trabalho, ao vizinho etc.). Outro comportamento encontrado é o daquelas pessoas que fazem pequenas críticas no dia a dia, como “nossa, essa roupa está um pouco justa em você” ou “você fica feia quando não usa maquiagem”. Não conseguem te dar um elogio quando cabível, mas estão sempre aptos a criticar.

Quando essa pessoa é parte da família, pode pedir para buscar o filho na escola ou se oferecer para receber ou cuidar de uma tia. Sempre com alguma intenção negativa, motivada ao desejo de destilar algo pesado com alguém. Sempre com alfinetes, prontos para te espetar, pessoas tóxicas não perdem a oportunidade de se mostrar, e dizer à que vieram.

Dica: há pessoas bem-intencionadas, que realmente te farão algum favor de livre e espontânea vontade. Sua intuição te guiará dizendo se é ou não uma pessoa tóxica.

As pessoas tóxicas possuem várias personalidades, em parceria das toxinas:

PESSOAS TOXICAS - FOTO 02

Podem ser arrogantes: uma pessoa confiante te inspira confiança, uma pessoa arrogante intimida você com a postura corporal, e com o tom de voz.

Se faz de vítima: “Oh Vida, Oh céus”. Tudo é culpado, família, sistema, empresa, qualquer coisa é motivo para responsabilizar. Uma pessoa tóxica nunca assume responsabilidades.

Controladoras: Se estiver com um tóxico por perto não conseguirá expor sua opinião. Ele sempre está certo, e não permite que opiniões contrárias entrem na discussão. Aliás, costuma persuadir pessoas de autoestima baixa.

Os invejosos: Você contratou uma empregada, ela também quer uma e de preferência a sua. Para saber mais sobre sua vida. Não costumam se sentir felizes com a vitória dos outros, pois se existe algo bom na vida, deve ser apenas deles.

Mentirosos: Contam histórias sobre outras pessoas, normalmente vindas da cabeça deles. Prometem algo, marcam horário e não aparecem. Se aparecerem, vêm acompanhado de alguma desculpa.

Pessimistas: Uma pessoa que vê tudo de forma negativa suga a sua energia de tal forma que você sente até dor no corpo. Estão sempre reclamando, e contando histórias apocalípticas, para acabar com seu dia.

Gananciosos: Eles querem o seu, o dele e de todo mundo. Conquistar as coisas e sair falando para todos chega a ser mais importante do que viver.

Juízes: Péssimos ouvintes, julgam e sentem prazer em criticar, em destilar seu veneno. Colocando em pauta assuntos normalmente sem base/dados/fatos objetivos. Fifi: Fofoqueiros de plantão, observam cada comportamento/assunto alheio para ter o que falar com você. Poucas coisas são mais destrutivas do que fofocas.

Sem caráter: Bom, depois de mentir, querer tudo o que é seu, fofocar, te julgar e afins… Torno a dizer que uma pessoa tóxica é sinônimo de uma pessoa com falta de caráter. Fique atento!

Caramba! Não quero isso para mim, mas como posso lidar melhor com elas?!

Para acalmar seu coração, elaborei algumas dicas para você lidar melhor com essas pessoas:

– Se você é uma pessoa positiva, pode não conseguir relacionar-se com pessoas negativas. Não há problemas ter uma pessoa tóxica por perto, desde que você separe bem o joio do trigo. Pode parecer óbvio, mas o que é seu é seu, o que é dele é dele. Apague o óbvio de sua vida!

– Não tente mudar as pessoas. Você só pode mudar a si mesmo. Então em algum dialogo tóxico onde a negatividade toma conta, coloque pontos positivos. Exemplo: Se alguém insistir que o trabalho é ruim, pergunte: “Quais são as coisas boas da empresa?”, ou “O que você pode fazer para melhorar o ambiente?”. Dessa forma, você ajuda seu colega a pensar por outro ângulo.

– Aprenda a filtrar os assuntos. Pegue somente aquilo que tenha proveito, o resto descarte.

– Imponha-se, muitas pessoas tóxicas sabem que estão agindo de forma errada. Se você não se posiciona, permanecem agindo negativamente. Não permita esse tipo de comportamento com você, e respeite-se.

– Agora, se realmente a presença dessa pessoa tóxica te faz mal (e isso é muito comum), reveja se essa pessoa precisa mesmo fazer parte da sua vida. Inclusive se for familiar. E se ela notar seu afastamento, revele: “Tenho dificuldade em lidar com seu comportamento”. E explique o que te incomoda.

– Dê um ponto final se necessário. Algumas relações tóxicas podem prejudicar em vários âmbitos. Se sentir que está afetando sua saúde mental e seu bem-estar, coloque um fim nessa relação.

Para concluir (muito importante): se você não prestar atenção, acaba entrando no mesmo papel, tendo a mesma atitude de reclamar e ver más intenções dos outros o tempo todo. Se você for por esse caminho, quem cuidará da realização de seus sonhos?! Lembre-se de que você é quem toma as decisões de sua vida.

E você, como se relaciona com pessoas tóxicas? Deixe seu comentário!

Um abraço carinhoso,

Queli.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.