Reflexão

“piper”: um curta-metragem lindo que nos mostra a importância de superarmos nossos medos

"Piper": Um curta-metragem

O medo é um sentimento comum para todos nós. Sua origem podem ser as mais diversas, experiências negativas na infância, na fase adulta, ou a consciência da maldade que existe no mundo.



Cada um de nós possui medos particulares e muito ligados à nossa visão de mundo e também personalidade e, apesar de nem todos serem conscientes, todos eles limitam nossas vidas em algum sentido.

Quando conseguimos nos libertar dos medos, nossas vidas se transformam. Encontramos respostas que nunca tínhamos esperado, felicidade nos lugares mais simples, relacionamentos positivos que nos movem para frente e aprendemos a enxergar o mundo com muito mais significado e consciência.

Muitas vezes, a libertação dos medos é fruto de uma experiência marcante, que mostra que somos muito maiores do que qualquer limitação e que o que parece assustador de longe, é muito menos impactante, ou até mesmo positivo de perto.


É sobre isso que se trata o curta-metragem “Piper”, da Pixar. Dirigido por Alan Barillaro e produzido por Marc Sondheimer, o vídeo de apenas seis minutos mostra como a liberação dos medos nos abre para uma nova realidade, em que temos a liberdade de explorar o mundo conforme os desejos de nosso coração.

A história gira em torno do pequeno passarinho Piper e sua aventura no mar. Apesar de ser focado nas crianças, para mostrar que crescer e descobrir mais do mundo pode ser uma boa experiência, também pode ensinar muito para adultos, afinal nenhum de nós está imune ao medo, não importa o quanto tenhamos vivido.

A coragem é construída dia após dia, com os desafios que a vida coloca em nossas vidas, e além de nos ajudar a superar nossos medos, também nos permite desfrutar da vida com toda a intensidade que merece.

Abaixo está a história de Piper, assista com atenção:


Lindo demais!

O que você achou ? Deixe um comentário abaixo e compartilhe com seus amigos essa incrível mensagem!

 



 

O tempo não cura as feridas, é você quem as cura com o passar do tempo

Artigo Anterior

Prefira estar sozinho do que com pessoas que o fazem sentir-se solitário

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.