Poderoso conselho de uma mulher que voltou a vida, depois de sua experiência de quase-morte:

Todos nós nos perguntamos o que nos acontecerá quando deixarmos este mundo, e não importa o quanto pensemos sobre isso, não sabemos a resposta. A menos, claro, que você tenha morrido e voltado à vida.



Muitos de nós não podem sequer imaginar o que a vida após a morte implicará, mas uma senhora que literalmente voltou à vida depois de morrer de câncer de estágio 4 diz que teve uma experiência muito esclarecedora e surreal do outro lado.

Falaremos mais sobre sua história inspiradora abaixo, e como essa experiência mudou sua vida para melhor.

Depois de ser diagnosticada com linfoma de Hodgkin e lutar contra o câncer por quatro anos, Anita Moorjani realmente morreu e voltou à vida, aparentemente saudável e sem qualquer sinal de câncer. Os médicos não podiam acreditar, mas acreditam que o corpo de Moorjani respondeu rapidamente à quimioterapia, o que a trouxe de volta à vida.

No entanto, quando Moorjani acordou uma manhã e percebeu que não podia mover seu corpo, seu marido a levou ao hospital. Os médicos deram-lhe apenas 36 horas de vida, pois o linfoma evoluiu para o estágio 4 de câncer. Seus órgãos já haviam começado a falhar, e as coisas começaram a parecer muito sombrias para Moorjani.


Depois de perder a consciência, Moorjani percebeu que ainda podia compreender seu ambiente e manter a consciência. Ela ouviu as conversas entre os médicos e seu marido, e pôde até ver seu irmão se preparando para embarcar em seu voo na Índia para visitá-la no Hospital de Hong Kong.

No entanto, o resto de sua história é o que fez sua experiência tão transformadora:

“… Eu realmente ‘atravessei’ para outra dimensão. Eu estava envolta em um sentimento total de amor. Também experimentei clareza extrema do porque tinha câncer, porque tinha entrado nessa vida em primeiro lugar, o papel que todos na minha família tiveram em minha vida no grande esquema das coisas, e como a vida funciona em geral.


A clareza e compreensão que eu obtive neste estado é quase indescritível. Palavras não podem descrever a experiência. Eu estava em um lugar em que entendia como há mais do que aquilo que somos capazes de conceber em nosso mundo tridimensional. Eu percebi como a vida é um presente, e que estava cercada por seres espirituais amorosos, que estavam sempre ao meu redor, mesmo quando eu não sabia.”

Moorjani não apenas tecnicamente morreu e voltou à vida, mas também se libertou totalmente do câncer que a matou. Os médicos não conseguiam acreditar, e a fizeram ficar no hospital para fazer uma bateria de exames antes de a liberarem.

“Os médicos estavam muito confusos, mas me disseram que deve ter sido uma resposta rápida à quimioterapia. Como eles próprios não conseguiam entender o que estava acontecendo, me fizeram realizar um exame após o outro, e tudo correu bem. O resultado de cada teste me fortaleceu ainda mais! Eu tinha uma varredura corporal completa, e como eles não conseguiam acreditar que não encontraram nada, fizeram o radiologista repetir tudo!”

Outros que morreram e voltaram à vida ou tiveram uma experiência de quase-morte geralmente relatam sentimentos e experiências semelhantes.

A Associação Internacional para Estudos de Quase-Morte classifica uma experiência de quase-morte como uma “experiência subjetiva distinta que as pessoas às vezes relatam após um episódio de quase-morte. Em um episódio de quase-morte, uma pessoa está clinicamente morta, perto da morte, ou em uma situação onde a morte é provável ou esperada.

Os médicos acreditam que Moorjani teve uma experiência de quase-morte, mas apesar de outros terem tido experiências semelhantes, a de Moorjani é ainda mais surreal, pois ela realmente morreu e voltou à vida.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Power Of Positivity

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.