Comportamento

Polêmica: “Meu marido me traiu, engravidou uma mulher e agora não quero a criança conosco no Natal”

capa facebook Polemica Meu marido me traiu engravidou uma mulher e agora nao quero a crianca conosco no Natal
Comente!

A infidelidade pode provocar feridas profundas, e dificilmente as pessoas conseguem perdoar uma traição.

Quem ainda não sofreu uma traição ou não namora ou está com os dias contados. É difícil assumir os problemas que enfrentamos nos relacionamentos, além de ser mais difícil ainda reconhecer que, em muitos momentos, passamos por situações que nem merecíamos apenas porque nos sujeitamos a enfrentar certos dragões, imaginando que estamos ao lado da “pessoa certa”.

Nem sempre a dita-cuja vai se comportar da forma que esperamos, o que significa que precisamos escolher entre perdoar seus erros ou ir embora. Pode parecer simples abraçar o perdão, principalmente quando vivenciamos uma forte experiência amorosa mas, em grande parte das vezes, as pessoas não o fazem de maneira genuína, o que implica em meses e até anos de dor e sofrimento.

A infidelidade nos tira da zona de conforto, mas não em um sentido positivo, pois nos leva a enxergar na própria imagem uma quantidade infinita de defeitos e considerar a nossa personalidade como a mais tóxica. É importante frisar que a traição tem mais a ver com quem pratica do que com a vítima, porque é preciso analisar o autor da ação, e não quem simplesmente a descobre.

Se o problema no matrimônio não pode ser resolvido, o ideal é que ambos se afastem, tentando curar as feridas e respeitando cada um o espaço do outro, para que ele consiga ser e existir para além de uma simples relação. Num relato na plataforma Reddit, uma mulher revelou que foi traída, mesmo assim, decidiu perdoar e manter seu casamento.

Mas a situação não era tão fácil quanto ela imaginava, isso porque a mulher com quem seu marido teve um caso anunciou que esperava um filho dele. Mesmo alegando que perdoou o companheiro, ela demonstra que está precisando ir um pouco mais fundo na questão dentro de si mesma, já que, em seu relato, demonstra não estar nem um pouco satisfeita com a situação.

Abrindo o jogo no fórum, a esposa anônima explicou que a ex-amante de seu marido estava pedindo que eles ficassem com o bebê no Natal, mas ela não concordava com tal situação. Explica que tem 38 anos e o marido, 58, e que mesmo perdoando sua traição, ela não quer ser forçada a conviver com a criança fruto da infidelidade.

Sem querer enxergá-lo como um enteado, ela explica que os dois possuem um acordo de custódia, sendo que cada um fica com a criança em semanas alternadas. A esposa conta que, neste ano, na maioria dos feriados, férias e datas comemorativas, mas a criança ficou com eles.

Segundo a esposa, eles têm uma viagem anual, que ela e outras donas de casa organizam para as famílias, e a ex-amante está se recusando a ficar com o filho nesse período. A mulher anônima conta que já tentou conversar com a mãe, mas ela estava sendo egoísta e deveria querer passar o Natal com o próprio filho, mas ela rebateu, dizendo que seu marido também deveria querer.

Depois de um bate-boca, as duas mulheres não chegaram a um acordo. A filha mais velha do casal, de 18 anos, defende que a ex-amante tem razão e que o bebê não deve ser punido por conta do namoro dela com seu pai no passado. A esposa anônima, não aceitando o confronto da filha, conta que até ameaçou puni-la.

Mais de 2 mil pessoas responderam ao post, a maioria dizendo que a esposa estava errada. Muitos disseram que, se ela não consegue ficar perto da criança, é porque não conseguiu perdoar o marido, usando o bebê como alvo para destilar sua raiva, ao invés do marido que a traiu.

Comente!

Avó dá pijamas idênticos aos 4 netos no Natal, mas exclui o enteado. A foto enfureceu a web!

Artigo Anterior

Quando o destino nos separa, tudo o que nos resta é o amor!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.