Animais

Policiais civis pulam muro para pegar cachorro que estava abandonado

Capa Policiais Civis pulam muro para pegar cachorro que estava abandonado

Conforme informações dos moradores da região, o cão estava sozinho na residência havia mais de um mês



Mesmo com o avanço das discussões sobre os direitos dos animais, cada vez mais presentes no nosso cotidiano e nas redes sociais, ainda existem pessoas que insistem em tratar animais como objetos descartáveis! Infelizmente, são comuns os casos de famílias que se mudam e deixam para trás seus cachorros ou gatos, negligenciando e maltratando-os.

Para tentar lutar contra as atitudes nefastas dessas pessoas, a lei tenta punir quem compromete a integridade de animais. Criada em 1998, a lei contra os maus-tratos de animais é a ferramenta usada pelo Estado para punir os malfeitores e, recentemente, teve sua pena aumentada. Desde setembro de 2020, a legislação abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, e prevê pena de reclusão de dois a cinco anos para praticantes de abuso e maus-tratos.

Infelizmente, os animais continuam sofrendo na mão de humanos. Recentemente, policiais civis tiveram de pular o muro de uma casa para resgatar um cachorro abandonado, na cidade de Formosa, no entorno do Distrito Federal, capital do Brasil.


De acordo com informações do portal de notícias G1, moradores próximos disseram que o animal estava na casa havia cerca de um mês, deixado sozinho, à própria sorte.

Os policiais usaram uma escada para subir no muro. Eles suspenderam o cachorro, da raça pit bull, com a ajuda de uma corda.

2 Policiais Civis pulam muro para pegar cachorro que estava abandonado

Direitos Autorais: Reprodução / G1

Os moradores da região disseram que o cachorro só não morreu de fome porque eles colocavam água e comida para ele, com a ajuda de uma corda, para que o animal não tentasse avançar em ninguém.


O pit bull foi levado para um abrigo local e será disponibilizado para adoção, para quem sabe encontrar uma família que o trate melhor.

Os responsáveis pela casa e pelo abandono do animal ainda não foram identificados, e podem ser indiciados pelo crime de maus-tratos aos animais.

Um caso semelhante aconteceu no outro lado do continente, nos Estados Unidos. Um casal viajou mais de três horas de carro para resgatar o cachorro de um senhor que faleceu em decorrência de covid-19. O acontecimento foi registrado nas redes sociais e viralizou, com várias pessoas apoiando o feito do casal.

A forma como Oatmilk, nome do cão resgatado, ficou sozinho é trágica. Ashton Hart, parte do casal de salvadores do cão, havia perdido contato com sua família havia anos, por isso, quando seu avô faleceu, o primeiro pensamento do jovem enlutado foi checar se o senhor não teria nenhum animal de estimação que precisasse de ajuda.


3 Policiais Civis pulam muro para pegar cachorro que estava abandonado

Direitos Autorais: Reprodução TikTok / @repulsivelyflamboyant

Ashton literalmente salvou a vida do cachorro do avô, já que Oatmilk estava quase sendo sacrificado, pois com a morte do dono, não havia quem pudesse cuidar dele. Apavorado com a ideia, Ashton e o marido foram prontamente à casa do avô, percorrendo uma longa viagem, para salvar o cão. Como trabalhou boa parte da vida no ativismo animal, Ashton sentiu que não havia como deixar Oatmilk desamparado.

O cão que encontraram foi um pastor-australiano acima do peso e bem sujo, a imagem do sofrimento por ter perdido seu dono. Ashton disse que entendia a situação do cão, pois perder alguém é um processo muito difícil para os animais. Contou que achava que o cão era muito amado pelo avô.

Ashton e o marido assumiram os cuidados de Oatmilk e o acolheram. O registro feito no perfil do TikTok de Ashton mostra o momento em que o cão chega à sua nova casa e os carinhos que recebe.


Cientistas criam um chiclete que reduz coronavírus na saliva

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.