Comportamento

Policial se apaixona por suspeito que investigava e o ajuda a escapar

O caso aconteceu em Omsk, na Rússia, e o suspeito foi capturado pela polícia, mesmo com Madina tentando escondê-lo.



As formas como as pessoas se conhecem e começam um relacionamento podem ser bem variadas, e até inusitadas em alguns casos.

Para alguns, existe aquele interesse súbito, à primeira vista, outros acreditam que só é possível algum tipo de envolvimento depois de uma boa conversa e um pouco de conhecimento sobre os gostos do outro.

Existem os casais que fazem de tudo um pelo outro, os que preferem a sorte de um conforto bem cômodo e aqueles que são mais egocêntricos, deixando suas vontades ultrapassarem os desejos e o bem-estar dos dois enquanto unidade. Existem os impulsivos, os eternos românticos e os mais frios, e não existe um jeito certo de demonstrar seu amor, desde que ele não interfira em uma investigação policial.


Pode até parecer exagero, mas é verdade. Em Omsk, na Rússia, a policial Madina Shukenova, de 24 anos, está sendo investigada por ajudar na fuga de um homem suspeito de desviar dinheiro de uma conta bancária. O caso estava sendo investigado por policiais locais, que estavam tentando localizar o homem foragido.

O caso ganhou destaque quando foi descoberto que Madina estava envolvida amorosamente com Mikhail Serbin, o suspeito do roubo. Os policiais acreditam que ela o ajudou na fuga, atrapalhando as investigações e facilitando seu deslocamento para um local onde já sabia com antecedência que não teria nenhum oficial.

Mikhail já tinha sido preso, mas conseguiu ser libertado sob fiança e estava aguardando julgamento. O rapaz tinha restrição de viagens, ou seja, não podia sair da cidade sem autorização prévia de um juiz. Mesmo assim, ele acabou desaparecendo do radar dos policiais locais em julho deste ano. A oficial Madina, que era uma das encarregadas do caso, disse na época que não sabia de nenhuma pista que pudesse levá-los até o jovem.

Direitos autorais: reprodução.


Na ocasião, ninguém ainda sabia que ela estava envolvida com o suspeito, e continuou sendo encarregada pelo caso. Algumas semanas depois, Mikhail acabou sendo capturado na periferia de Omsk, usando o carro da investigadora. Assim que foi levado para interrogatório, ele revelou que tinha começado um caso com a policial, que foi chamada para dar sua versão.

Madina confirmou o envolvimento com o suspeito, contrariando todos os valores e as normas de conduta policial. A oficial não comunicou seus superiores do envolvimento, tampouco notificou o paradeiro do rapaz, mesmo sabendo que ele estava sendo procurado pelas autoridades.

Tudo leva a crer, segundo informações da News Omsk, que ela, além de facilitar a fuga do jovem, também estava envolvida com o planejamento da ação. A Comissão de Investigação ainda está esclarecendo os fatos. A oficial não é mais responsável pelo caso e ainda terá que responder pelo crime de abuso de autoridade, podendo ser demitida do cargo.


Você é capaz de enxergar um panda escondido entre os dálmatas?

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.