EspiritualidadeO Segredo

Por que ciência e espiritualidade são mais poderosas juntas?

ciencia

Há muitos presentes que a ciência traz à religião e espiritualidade, apesar do fato de que muitos as veem como conflitantes. E estes presentes são mútuos: a espiritualidade presenteia a ciência.



Ciência e espiritualidade não apenas podem coexistir, como também produtivamente informar uma a outra, e fazer nossas experiências de vida mais ricas quando olhamos para as coisas através de ambas as lentes.

Aqui estão cinco dons essenciais que a ciência oferece à espiritualidade …

1. Admiração!


A ciência pode despertar admiração e espanto em nós. Saber que fazemos parte de um universo com centenas de bilhões de galáxias é incrível. Saber como nossas mentes e corpos surgiram a partir de cérebros muito menos evoluídos é impressionante.

Mas por que a admiração e perplexidade são presentes à espiritualidade? Porque “admiração é o princípio da sabedoria”, como o rabino Heschel ensina. Admiração resulta em reverência e gratidão de saber que somos parte de algo maior que nós mesmos.


2. Pensamento Crítico


 A Ciência envolve o lado esquerdo do cérebro, que é um antídoto saudável contra a superstição, medo e mitos que podem não estar mais nos servindo. “Toda a ciência vem de Deus”, declarou o gênio medieval místico e espiritual Hildegard de Bingen.

Sermos mais esclarecidos significa evoluirmos os dois lados do nosso cérebro, e a ciência emprega o lado esquerdo do cérebro com seus poderes de análise e medição, e sua busca pela verdade.


3. Fatos Sobre Criação


A Ciência descobre fatos que nos dizem mais sobre o universo e sobre Deus, e/ou sobre a criação – independentemente da nossa crença em Deus, ou fé particular e práticas espirituais.

Outro gênio místico da Idade Média, Tomás de Aquino, passou toda sua vida trazendo o melhor cientista de sua época, Aristóteles, para o mundo da fé. Aquino disse certa vez: “Um erro sobre a criação resulta em um erro sobre Deus.” Assim, conhecer os fatos sobre a criação é, por um lado, derrubar o pensamento absurdo a respeito de Deus, mas é também entrar na mais completa compreensão de Deus.

Considere, por exemplo, o ensino “escandaloso” de Copérnico e Galileu, há 400 anos, de que a Terra gira em torno do Sol e não o oposto. Os religiosos ficaram loucos, mas a ciência estava certa. Então a religião teve que aprender com a Ciência.



4. Desafios Éticos

A Ciência, através da descoberta de fatos, diz-nos os desafios éticos mais profundos do nosso tempo (por exemplo: alterações climáticas, poluição, limites de crescimento da população e assim por diante). Religião se refere a ações e modos de vida corretos, e para isso precisa dos fatos que a ciência pode examinar.


5. Tecnologia


“O que a tecnologia tem a ver com espiritualidade?” você deve estar se perguntando. Claro, faz sentido que ciência leva à tecnologia. E a tecnologia pode, naturalmente, ser um grande fator em assumir as questões éticas do nosso tempo.

E a espiritualidade traz seu quinhão de presentes para a Ciência também. Foi o próprio Albert Einstein que nos alertou para não confiarmos demais no intelecto, porque valores não provêm apenas dele.

Ao invés disso, Einstein postulou que os nossos valores como seres humanos vêm da “intuição ou sentimento, que são a mesma coisa.” Ele comemorou “o dom sagrado da intuição”, o campo do lado direito do cérebro que a verdadeira espiritualidade explora e desenvolve.

Além disso, a espiritualidade pode nos oferecer inspiração, energia e coragem de viver esses valores – e entre eles pode estar a Ciência. A Ciência e a espiritualidade podem melhorar uma a outra, se estivermos abertos o suficiente para vermos a luz.


 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Mind Body Green


14 mantras para uma dieta (e vida) saudável

Artigo Anterior

O crescimento em solidão

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.