3min. de leitura

Por que é sempre mais fácil apontar o dedo para os outros?

O que o outro revela sobre nós mesmos?

Como seres humanos que possuem ego e têm inúmeras dificuldades, sobretudo na esfera dos relacionamentos, geralmente, quando algo muito ruim nos acontece, tendemos a desviar a nossa parcela de culpa em primeiro lugar. Por que é sempre mais fácil apontar o dedo para os outros?


A culpa é nossa “aliada” em momentos de raiva porque nos tira a responsabilidade sobre o fato. Depositamos nossas expectativas e frustrações em outra pessoa porque é provavelmente menos dolorido: não gostamos de tomar parte no que deu errado.

Mas a verdade é que não há como fugir: o outro é nada mais nada menos que o nosso próprio reflexo. E se lhe apontamos o dedo, é porque algo não vai bem em nós.

A questão do espelhamento e projeção num outro ser é simplesmente a nossa chance de entender que está todo mundo certo, à sua maneira, e no seu devido tempo. Mais importante que tentar “consertar” o que julgamos não estar legal em outra pessoa é olharmos para nós mesmos.

O que podemos fazer por nós mesmos hoje? Precisamos aprender, antes de mais nada, a melhorar determinados aspectos que enxergamos tão claramente no outro, mas que não admitimos facilmente em nós.


É preciso coragem para assumir que a outra pessoa, na verdade, é nosso reflexo. É como abrir uma espécie de porta esperando encontrar alguém e se ver sozinho, descobrindo em você alguma coisa irritante. Essa constatação é dolorosa porque caímos num conceito bastante citado chamado autorresponsabilidade. Autorresponsabilidade dói porque não permite que você aponte para ninguém: a posição de vítima cai por terra, e isso é sempre um baque, afinal, quando agimos como vítimas, estamos no mínimo muito confortáveis.

Perceba que enxergar o outro como nosso reflexo é também se permitir mudar. É mergulhar num estado de autoconhecimento profundo e se dar a chance de fazer diferente.

Pare de apontar e volte-se para dentro. É clichê, mas não deixa de fazer sentido: se você mudar, o mundo também mudará com você.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: frugo / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.