5min. de leitura

Por que a empatia é o herói e o vilão dos relacionamentos:

A maioria das pessoas não pensaria que a empatia tem uma suas desvantagens e limites, mas em nossos relacionamentos isso nem sempre é uma ferramenta positiva.

É algo que pode ser esgotado, deixando nossos tanques emocionais vazios para outros membros da família.


Empatia é apenas um ingrediente na receita para conexões profundas.

Temos de olhar além desta ferramenta e compreender os seus efeitos negativos se realmente queremos criar conexões duradouras.

O lado negativo da empatia

Confiar muito na empatia pode ser um desgaste emocional. Em certos estudos, as pessoas que usavam toda a sua empatia no local de trabalho tinham menos para dar às suas famílias. É uma reserva emocional finita que pode ser esgotada.


Isso nos leva aos pontos negativos. A maioria das pessoas não faria essas trocas conscientemente, se soubessem que teriam menos a oferecer aos seus entes queridos.

A empatia pode ser usada para manipulação também. Ao compreender os sentimentos dos outros, podemos usar esses sentimentos contra eles. Em muitas relações emocionalmente abusivas, uma pessoa pode usar a raiva como uma ferramenta, porque sabe que seu parceiro (amigo, membro familiar) vai fazer o que quiser, e tentar “apagar o incêndio” para deixá-los felizes novamente.


A empatia também pode ser deslocada quando não entendemos o contexto. Por exemplo, ser bom é geralmente uma coisa boa. Queremos tratar os outros com respeito, e podemos antecipar o mesmo em troca.

Nós naturalmente gostamos de pessoas que nos tratam com algum nível de respeito e bondade.

Isso pode acontecer no caso do “cara legal” que quer atrair uma mulher. Neste contexto, ele a tratará com muito zelo, enquanto ela responderá com respeito e simpatia, mas não com o mesmo intuito do homem. Tornando as intenções unilaterais.

O que é mais importante do que empatia em um relacionamento

Um bom relacionamento é composto de muitos ingredientes que podem ser pensados como uma receita. Nenhum ingrediente é suficiente sozinho, mas coloque tudo junto na quantia certa e você terá sucesso.

Responsabilidade mútua: assumir a responsabilidade por tudo o que você faz e vez de transferir a culpa;


Valores compartilhados: conecte-se a alguém com os mesmos valores, como o respeito pela vida,  família, ambições, estilo de vida ou qualquer outro valor que é uma grande parte do seu plano de vida.


Confiança: estabelecer um nível confiança é fundamental, isso significa seguir com tudo o que disser que vai fazer.

Limites: crie limites que permitam o respeito mútuo, e deixe seu parceiro saber se eles estão sendo respeitados ou ultrapassados.


Clareza no relacionamento: não faça suposições sobre as coisas. Sempre mantenha um nível de clareza na comunicação.


Paixões compartilhadas: conecte-se aos interesses de seu parceiro. Paixões mútuas criam laços mais profundos do que atividades superficiais.


Três perguntas a se fazer antes de usar sua empatia

Em vez de tentar adivinhar o que seu parceiro está sentindo, pergunte a ele ou a ela. É verdade que podemos aprender muito sobre as emoções do nosso parceiro através da observação e empatia, mas não subestime o poder de uma pergunta direta.

“Ao tentar empatizar, geralmente é melhor conversar com as pessoas sobre suas experiências do que imaginar como elas podem estar se sentindo.” – Adam Waytz

Mas isso não significa que você vai sempre terá uma resposta completa. É aqui que as perguntas certas vêm. É importante saber fazer perguntas que atinjam alguns ângulos diferentes, para que você possa ter entendimentos da situação como um todo.


Comece com estes:

Como você se sente?

O que você quer?

O que você acha?

Mas, além de perguntar, preste atenção ao que seu parceiro realmente faz. As ações de uma pessoa sempre falam mais alto do que as palavras.

Quando a comunicação está aberta, estas questões abrem um diálogo. É também muito mais fácil do que tentar adivinhar as emoções e desejos dos outros, e isso vai reduzir a necessidade de empatia.

Significando que nós podemos conservar mais empatia para situações onde é mais útil, sem desperdiçá-la.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack

Direitos autorais da imagem de capa: fizkes / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.