ColunistasDesenvolvimento Pessoal

Por que isso sempre acontece comigo?

Pare por um instante, observe e responda: há algo que se repete na sua vida? Há alguma situação recorrente que insiste em acontecer justamente com você?



Será que você já se fez a pergunta: “Por que isso sempre acontece comigo?”

Você já vivenciou a mesma crise, o mesmo problema, a mesma dificuldade inúmeras vezes na sua vida pessoal, profissional ou de relacionamentos?

Parece que por mais que você troque de namorado (a), a pessoa vem com os mesmos vícios e problemas que você não suportava na anterior.


O pior é que o mesmo acontece com seu chefe, seus colegas de trabalho, seus amigos e até na sua família.

Seus pais não mudam, não é? Sempre as mesmas brigas e discussões com seus irmãos e irmãs.

E o que dizer então das situações do dia a dia?

Seu carro não funciona, você vive atrasado, esbarra em tudo, derruba café na roupa. Isso para ser legal e falar das coisas mais simples.


Eu nem estou entrando no mérito das demissões, broncas e traições.

Talvez essas situações recorrentes não aconteçam apenas nas suas relações com as pessoas.

Talvez você as observe quando não consegue terminar aquilo que começou ou quando, sem perceber, acaba repetindo o mesmo comportamento que o leva a ter resultados indesejados na sua vida, como a procrastinação, a gula e a preguiça.

Você já se viu diante de alguma dessas situações?


Se este não for o seu caso, parabéns!

Agora, se, por acaso, você se reconheceu na descrição de alguma das situações anteriores, quero convidá-lo para uma reflexão:

O que acontece quando um aluno se propõe ao aprendizado? Quando um atleta começa a aprender uma nova modalidade de esporte ou uma nova técnica no esporte que já sabe?

O professor ou técnico ensina e oferece diversos exercícios para que o aluno coloque aquele conteúdo em prática.


Não seríamos todos alunos da escola da vida? E como será que essa escola da vida nos ensina?

Certamente não oferece a resposta pronta.

Se precisarmos aprender a ter paciência, no lugar de receber a paciência, como em um passe de mágica, seremos postos diante de situações que nos levem a desenvolver a paciência como um recurso interior que estará acessível para outros momentos em que precisarmos.

Agora, o que acontece quando o aluno simplesmente não aprende a lição? Quando, ao praticar uma jogada no esporte, ele simplesmente não consegue?


Ele repete, repete, repete e repete.

Duvida? Pergunte aos campeões olímpicos e mundiais quantas vezes eles treinaram até alcançar a excelência.

Eles mudam a estratégia, mas continuam repetindo o treinamento.

Mudam a forma como fazem, mudam até o técnico, contratam outro professor particular e continuam repetindo.


Na escola tradicional, repete-se o ano. Na escola da vida, repetem-se as experiências.

Então você quer dizer que essas situações recorrentes na minha vida são responsabilidade minha?

Sim! É exatamente isso que estou dizendo.

Muitas vezes, não é o outro ou a situação que precisa mudar, mas sim nós mesmos. Aliás, quase sempre.


Portanto, o melhor remédio contra as situações repetitivas da vida chama-se flexibilidade.

Ser flexível não significa ser fraco. Pelo contrário, é preciso ser muito forte para ser capaz de admitir a necessidade de sair da zona de conforto, aceitar a necessidade de mudança e aprender a lição, mudar sem terceirizar a responsabilidade do que acontece na sua vida.

Apenas por hoje, pare e observe as situações recorrentes no seu dia e avalie em que você poderia ser mais flexível para cessar essa repetição.

Reflita também a respeito do ensinamento que a situação quer trazer. O que será que você precisa aprender?


Tenha certeza de que quando este aprendizado for assimilado por você, quando você for um aluno nota 10 nesta lição, estará pronto para a próxima aula!

E a vida é assim, uma sucessão de ensinamentos e aprendizados. Afinal, na Escola da Vida, vamos receber constantemente oportunidades de evolução disfarçadas de desafios e problemas.

Não espere o final do ano com lições acumuladas e a possibilidade de reprovação.

Já pensou como seria se você tivesse que aprender a ter paciência, controle, resiliência, calma, flexibilidade e tantos outros recursos de uma só vez para passar na prova final?

Sendo assim, agradeça a esses professores e técnicos que a vida lhe oferece.  Eles são uma ótima oportunidade para que você passe de ano na escola da vida.

__________

Direitos autorais da imagem de capa: dedivan1923 / 123RF Imagens

Ser sensível hoje em dia é uma das tarefas mais desafiadoras que existem!

Artigo Anterior

Ladrões de alegria!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.