Por que no japão as crianças obedecem aos pais e geralmente não fazem birras?

3min. de leitura

A criação dos filhos é um tema de opiniões diversas. Alguns pais apoiam uma criação mais rígida, com punição física quando necessário, outros rejeitam essa ideia, e acreditam que conversas ajudam mais que tapas.

Os japoneses, no entanto, possuem sua própria maneira de educar seus filhos, e parece funcionar, porque as crianças japonesas são muito obedientes e não costumam fazer birras.



Os pais japoneses não veem necessidade de usar a força física para fazer com que seus filhos aprendam a fazer as coisas ou a obedecer, também não são muito adeptos de métodos motivacionais. O que melhor funciona para essas pessoas é desenvolver um senso de sensibilidade e apego emocional em seus filhos, desde os primeiros anos de vida.

Como os japoneses criam seus filhos

Para os japoneses, o período em que os filhos mais precisam de atenção de seus pais é até os 3 anos de idade. Por isso, durante esse período de suas vidas, sempre precisam estar acompanhados. Além disso, os pais aproveitam esse tempo para apresentar o “mundo” aos seus filhos e como devem se comportar em ambientes sociais. Levam as crianças ao banco, lojas, shoppings, supermercados para que possam ir aos poucos entendendo como funciona a vida do lado de fora de suas casas.

Quando completam seu terceiro ano de vida, as crianças japonesas começam sua rotina em creches ou centros de atendimento. Nessa nova fase, as crianças vivem suas próprias experiências e aprendem a assimilar os ensinamentos dados por seus pais e por seus novos professores/cuidadores. Como estão desenvolvendo sua inteligência e interpretação de mundo, é fundamental escolher bem as palavras e comportamentos para usar com elas, porque afetarão o resto de suas vidas.



Paciência com o comportamento dos filhos

Leva um tempo para as crianças aprendem a importância da obediência. Portanto, em sua fase de crescimento, deixam de ouvir muitos conselhos de seus pais, o que acaba trazendo consequências negativas, como brinquedos estragados, paredes riscadas, roupas bagunçadas.

Quando alguma dessas situações acontecer em sua casa, por mais cansativo que seja, não reaja com gritos, explique com calma e paciência porque aquela foi uma atitude negativa que não deve ser repetida.

Assim, ele compreenderá o valor de tudo aquilo que possui e tratará as coisas com mais cuidado. Este é um grande passo em direção ao fim das birras e começo da gratidão.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: melpomen / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 25/05/2018 às 7:11






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.