4min. de leitura

Por que o autoconhecimento é tão importante?

Eu sou apaixonada pela palavra autoconhecimento e tudo o que ela traz de importante para a minha vida.

Considero incrivelmente prazeroso dispor de momentos para praticar a arte de me conhecer melhor. Comecei este processo há muitos anos. Primeiro, com livros de autoajuda. Porém, chegou um momento em que estes livros não foram suficientes, pois eu estava numa fase de conflito comigo mesma, irritada, desgostosa, depressiva, muito insatisfeita mesmo.


Quando não se está de bem consigo mesmo, quando não se tem aquela sensação de paz interior, torna-se muito fácil encontrar defeitos em si e nos outros e criticar a si e aos outros, mesmo que intimamente. E, mesmo no íntimo, acaba-se por exteriorizar esses sentimentos de alguma maneira, pois somos seres de energia.

Essa situação não é saudável. Viemos para este mundo para viver bem. Viver bem não significa ter dinheiro e usufrui-lo indiscriminadamente. Viver bem é estar em harmonia consigo e com os demais. É como imaginar uma música suave sendo tocada e levar sua vida dessa maneira, em harmonia.

Quando percebi que nem eu mesma estava me suportando mais e tudo a minha volta me incomodava procurei ajuda e foi a melhor coisa que fiz. Mesmo assim, ouvir verdades não é fácil e, muitas vezes, eu me senti tentada a desistir. Mas, a força de vontade que eu tinha de mudar era maior, então, deixei-me envolver pelas palavras daqueles que sabiam muito mais que eu e que considero meus mentores.


Porém, o autoconhecimento não termina nunca. O meu processo de mudança começou há 11 anos e ainda sinto que preciso melhorar.

Mas, olhando para trás, eu sei que deixei uma pessoa e hoje sou outra bem diferente. E isso é o que é mais gratificante. Eu sempre tive vontade de ser uma pessoa melhor em vários aspectos, mas não sabia como. Como a minha vontade de mudar e fazer diferente era muito grande, Deus e o Universo colocaram as pessoas certas na hora certa em todos os momentos da minha vida.

“A mente que se abre a uma ideia jamais volta ao seu tamanho original.” (Albert Stein). 

E, é isso mesmo o que acontece. Existem e sempre existirão momentos de tropeços, em que se sai da órbita, mas com o autoconhecimento você tem à sua disposição inúmeras ferramentas para se “autoconsertar” rapidamente, entrar no eixo do equilíbrio novamente e seguir em frente. Coisas que me deixavam mal durante dias, hoje me deixam mal algumas horas. E isso é o que é extraordinário! A capacidade de resolver pequenas ou grandes questões, sem precisar se desgastar, porque o desgaste emocional consome uma energia imensa.


Somos energia pura. E, o que emanamos com ela receberemos de volta. Então, porque não permitir se conhecer melhor para saber o que agrada, o que desgasta, o que alegra, o que traz paz?

Com as ferramentas do autoconhecimento em mãos, fica muito mais fácil amar-se mais.

Porque em qualquer momento que for necessário lançar mão das ferramentas para se autoconsertar, fica evidente que não haverá mais crítica interior, mas sim, a capacidade de fazer algo para ser feliz.


Direitos autorais da imagem de capa: Dhyamis Kleber from Pexels





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.