Reflexão

Por que tantas mulheres estão escolhendo mudar de rosto com procedimentos estéticos?

Capa Por que tantas mulheres estao escolhendo mudar de rosto com procedimentos esteticos

O padrão de beleza imposto às mulheres se mostra de diferentes formas, uma delas são os procedimentos pelos quais elas mudam de aparência, alguns mais invasivos do que outros.

A vigésima segunda edição do reality show “Big Brother Brasil” tem sido catalisador de várias pautas nas redes sociais, desde discussões sobre o estilo de jogo dos participantes até assuntos voltados a causas sociais, mas que ainda assim atravessam os participantes do programa da Rede Globo.

Uma das integrantes da “casa mais vigiada do Brasil” em 2022 é a médica Laís Caldas, que começou chamando a atenção do público por ter se aliado à megainfluenciadora Jade Picon e com ela ter travado uma rivalidade com o ator Arthur Aguiar. Mas, ao longo do programa, um aspecto sobre Laís que pouco tem a ver com suas estratégias para ganhar R$ 1,5 milhão chamou a atenção: a sua aparência.

Desde o anúncio de sua participação no programa, os telespectadores foram rápidos em apontar que Laís era mais uma adepta da harmonização facial, procedimentos estéticos que visam dar ao rosto do paciente um ar mais equilibrado, supostamente apenas complementando pontos da face. A cirurgia é a queridinha do momento entre os famosos, mudando completamente as faces de pessoas como Gretchen, Anitta, Virgínia e muito mais.

No entanto, as discussões sobre o rosto de Laís reacenderam semanas depois de sua primeira aparição no programa, quando internautas desenterraram algumas fotos de Laís antes da harmonização. A internet ficou em choque e uma opinião se sobressaiu, a de que ela era mais bonita antes dos procedimentos; como você pode observar na imagem acima, que ilustra este texto, as feições de Laís eram mais delicadas e seu rosto tinha uma presença mais sutil antes da harmonização.

O caso da “sister” é ótimo para ilustrar o paradoxo da cobrança da beleza das mulheres. Certamente, Laís se sentia um tanto insegura com sua feição, por isso foi atrás da harmonização, que vale lembrar, era um ótimo caminho para alcançar a aparência espalhada pela internet como sendo a ideal: sobrancelhas marcadas, um rosto com formas definidas e lábios grossos. A maioria das pessoas que faz harmonização sai com esse resultado em comum, mesmo que cada rosto seja único.

Agora, não coincidentemente, a aparência “harmonizada” de Laís tem sido questionada na mesma época em que os procedimentos estéticos em si estão sendo vistos com outros olhos por parte da sociedade. Kim Kardashian, conhecida por ser uma magnata dos reality shows nos EUA e uma das precursoras entre as influencers que fazem cirurgias estéticas, veio a público dizer que pretende remover algumas das intervenções que fez, adotando uma aparência mais próxima do natural. Suas irmãs também são conhecidas por seus procedimentos, principalmente a mais nova, Kylie Jenner, que teve uma notável mudança em pouco tempo.

2 Por que tantas mulheres estao escolhendo mudar de rosto com procedimentos esteticos

Direitos autorais: Reprodução Youtube / Famous Entertainement

No Brasil, também podemos observar essa tendência, como no caso  da influenciadora Flávia Pavanelli que removeu as aplicações que tinha na boca em busca de um visual menos retocado.

3 Por que tantas mulheres estao escolhendo mudar de rosto com procedimentos esteticos

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @flaviapavanelli

É interessante ver essa mudança de rota para uma beleza menos voltada a preenchimentos e procedimentos, mas precisamos prestar atenção nas nuances disso. Basicamente, se pararmos para analisar, mulheres nunca estarão totalmente dentro do padrão, pois assim que chegam à suposta “linha de chegada” da beleza, ela muda.

Antes, a beleza esperada podia ser alcançada por uma harmonização, e como mulheres são bombardeadas a vida toda com mensagens que dizem que grande parte do seu valor está em sua aparência, muitas delas se voltam para os procedimentos como forma de preencher esta falta, mas passar por cirurgias para isso pode ser perigoso. Existem vários casos de pacientes que saíram insatisfeitas de suas cirurgias e até mesmo tiveram complicações, e pelo caso de Laís, podemos analisar também que essa mudança estética, se forem motivadas apenas para agradar aos ideais do que a sociedade espera de nossa aparência, estarão sempre em uma corda bamba.

É muito arriscado passar por uma intervenção clínica para entrar em um padrão que mudará cada vez mais rapidamente. Você pode fazer cirurgias para ficar com aparência que quiser, mas certifique-se de que está fazendo isso por você, não para agradar aos olhos dos outros.

0 %