ComportamentoO SegredoQualidade de vida

Por que você deve parar de trocar mensagens instantâneas

mi

“Estava conversando com minha amiga sobre isso na semana passada”, me explicou uma cliente de 20 e poucos anos em uma sessão recente, seguindo o tema de uma discussão anterior que tivemos sobre sua ansiedade nos relacionamentos.



“O que ela disse?” Perguntei.

“Ela me disse que está passando pela mesma coisa. Na verdade, tivemos uma conversa muito boa sobre isso.”

“Estou tão feliz que você estendeu a mão para ela, e que está direcionando tempo para conversar sobre estas questões”, eu respondi, sabendo quão isolada esta cliente em particular tem estado, e como isolamento só agrava a sensação de que somos os únicos a lidar com diferentes tipos de problemas particulares. “Espero que você ligue para ela mais regularmente.”


“Oh,” ela gaguejou, “Hum, não foi um telefonema. Estávamos conversando … por mensagens.”

Fiz uma pausa por um momento. Eu sorri suavemente e disse: “Trocar mensagens não é conversar.” Quando eu disse isso, sabia que estava falando para uma geração inteira.

Muitos de nós pensamos que mensagens de texto é uma forma de conversar. Mas não é. Mensagens são mensagens. É uma forma truncada de comunicação que, creio eu, é mais usada para comunicar coisas simples como: “Você pode pegar um pouco de leite?” ou “Que horas você está planejando chegar?”

No entanto, todo um setor da nossa população agora usa mensagens de texto para ter longas conversas sobre pensamentos e sentimentos mais íntimos. Casais brigam ou derramam seu amor por meio de mensagens. Amigos brincam e processam emoções por mensagens de textos. Novos casais de namorados conhecem um ao outro através de mensagens de texto. Todos nós fazemos isso, e com muita frequência.


É grande a ironia desta era: temos maneiras alucinantes de nos comunicarmos com os outros, e ainda assim estamos cada vez mais isolados. Quando a comunicação face a face não é possível, a conexão por voz ou rosto através de telefone ou Skype é uma opção maravilhosa. Mas pensar que mensagens de texto substituem conversas reais é um enorme erro, pois resulta em frustração, desconexão, e mais isolamento.

Se você é viciado em mensagens de texto, tente estes passos simples:

1. Guarde “Conversas Reais” para ligações ou encontros.

Se alguém como seu parceiro, ou um amigo tentar se envolver em uma conversa real com você através de mensagens instantâneas, responda educadamente assim: Por favor, não vamos falar sobre isso através de mensagens de texto. Quando seria um bom momento para eu te ligar ou nos encontrarmos pessoalmente?



2. Se você está namorando alguém novo que insiste em te conhecer através de mensagens, tome as rédeas e faça uma ligação.

Se você tem seu número para trocar mensagens, então obviamente também tem seu número para ligações, simples assim. E lembre-se: você não tem que esperar a pessoa te ligar!



3. Não responda cada mensagem que recebe (ou pelo menos não imediatamente).

Porque você não tem que fazer isso. Defina limites que funcionam para você. Quando você não responde, ou pelo menos não imediatamente ou constantemente, você transmite a informação de que mensagens de texto não são seu método preferido de comunicação.

Mensagens não são conversas. Mensagens são mensagens. Pergunte-se se essas mensagens estão servindo ao seu objetivo de desenvolvimento de proximidade, comunicação hábil, e conexão profunda em sua vida. Porque, no final, isso é o que todos nós estamos desejando sentir.

 


___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Mind Body Green


O luto após o amor

Artigo Anterior

10 conselhos do dalai lama que podem ajudar a melhorar sua vida!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.