Porque é difícil para algumas pessoas ter confiança no outro e como confiar novamente:



Não acredite em ninguém. Esta virtude aparentemente benéfica para uma vida feliz pode ser um pouco contraproducente, criando questões em lugares desnecessários.

A falta de confiança pode levar a uma infinidade de questões, incluindo a incapacidade de manter relações. Mas se você confiar demais, torna-se vulnerável, um alvo para a decepção.

O conceito de confiança, a firme crença na confiabilidade, verdade, habilidade ou força de algo ou alguém, é um pouco estranho quando o segredo recluso tornou-se a norma. Mas o fato é que, se construímos nossos muros muito altos, nós nos condenamos a um destino cheio de solidão.

O conceito de confiança é desenvolvido no início da vida, deixando espaço para questões de desenvolvimento para depois.

Durante nossos primeiros estágios, como bebês e crianças, nós, como seres humanos, avaliamos nossas emoções e nos apegamos a determinadas dinâmicas. Nosso conceito de confiança é um dos primeiros a ser estabelecido.

Mais frequentemente do que não, as questões de confiança são desenvolvidas desde cedo na vida, como um efeito direto de uma ocorrência ou falta de confiança durante a infância.

As crianças que não receberam atenção consistente, nutrição, afeto, disciplina apropriada ou aceitação durante seus estágios de desenvolvimento, provavelmente estabelecerão questões mais tarde na vida, e provavelmente terão dificuldade em manter relacionamentos.

Isto é ainda mais verdadeiro para as crianças que estão expostas a ambientes abusivos, pois sua visão de normalidade nos relacionamentos é permanentemente distorcida.


Problemas de confiança podem se desenvolver durante qualquer estágio da vida, devido a uma variedade de razões

As questões de confiança não estão exclusivamente ligadas às experiências da infância, elas podem realmente se desenvolver durante qualquer estágio da vida.

Adolescência é outro marco para tentar e mudar experiências de desenvolvimento. Jovens adolescentes que são intimidados e provocados na escola ou em casa podem desenvolver uma desconfiança com seus parceiros, pois a sua autoestima foi afetada, o que por sua vez, irá desempenhar um papel monumental sobre a capacidade de confiança dessas pessoas.

Eventos de vida traumáticos durante qualquer fase da vida, incluindo a idade adulta, podem prejudicar seriamente o espectro de confiança. Ocorrências como roubo, doença ou perda de um ente querido. A pessoa foi desiludida tem que chegar a um acordo com novas emoções como perda de controle, abandono ou perda de segurança. Numa escala mais hedionda, experiências como agressão podem deixar a vítima imune à capacidade de confiar.

A questão mais comum em relação à confiança, problemas de relacionamento, pode se desenvolver a qualquer momento.


Há uma conexão direta entre a existência de problemas de confiança e saúde mental

Talvez algumas das questões de confiança mais trágicas sejam aquelas que são geradas pelo Transtorno do Estresse Pós-Traumático, devido a algum evento terrivelmente traumático. Muitos adultos que sofreram guerra e todas as experiências que vêm com ela, muitas vezes carregam essas experiências consigo, fora do campo de batalha.

Muitos destes indivíduos sentem que não receberam o apoio apropriado de seu governo ou de seus parceiros, depois de fazerem um grande sacrifício.



Essa experiência terrível deixa esses heróis cheios de problemas. A confiança é o principal candidato.

Embora a confiança tenha sido perdida, você ainda pode recuperá-la


Infelizmente, não há nenhuma correção rápida para esse problema. As questões de confiança são profundamente semeadas, decorrentes de uma experiência inicial ruim. Mas não é o fim de tudo. Pode ser consertada.

Terapia – a maneira mais direta e eficaz

Ir para a terapia não te torna um louco incapaz de lidar com sua vida. Mas a verdade é que nada disso é verdade. Você está apenas um pouco machucado e pode nem mesmo estar ciente quanto ao que causou o dano. Você está lutando contra os efeitos secundários e merece um descanso.

Falar com um conselheiro / terapeuta / psicólogo pode ser extremamente benéfico, porque você acaba por cavar profundamente e desvendar aspectos de si mesmo e memórias que foram suprimidas. Isso é útil tanto para o indivíduo, bem como para o casal, se os problemas de confiança estiverem dentro do relacionamento.


Comunicação – um bom relacionamento requer dois

Só porque o seu parceiro anterior errou, não significa que todas as pessoas no mundo sejam insaciáveis e inseguras.

Fale com a pessoa. Diga a ela como você está se sentindo. Você pode pensar que soará como carência, mas essas qualidades são muito mais acolhedoras quando você as compara a paranoia, insegurança, e, eventualmente, ressentimento.

Seguir em frente – às vezes, deixar ir é melhor do que segurar

Às vezes, não está tudo em sua cabeça. Às vezes, você aprendeu com suas experiências passadas e, embora elas tenham te deixado um pouco cansado, também te deixaram com uma sabedoria intuitiva. Talvez sua falta de confiança tenha te tornado crítico, mas observador.

Se você está tentando decifrar se seu parceiro está dizendo a verdade, é hora de cortá-lo. Você merece a felicidade e, eventualmente, encontrará alguém que não te questionará por cada pequena coisa.


Referências do texto – Good Therapy: Trust Issues – PsyAlive: Trust Issues –  Elite Daily: 5 Signs You Have Trust Issues That Will Ruin Your Healthy Relationship

____________

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.