Porque precisamos parar de perseguir o sucesso e aproveitar as pequenas coisas da vida

Alan Watts disse uma vez: “A existência é para ser divertida. Não vai a lugar algum, apenas é.” Essa frase pode nos fazer pensar sobre como é nossa realidade de vida e como realmente deveria ser.

Nós vivemos correndo. Para o trabalho, para casa, para o shopping, para a escola das crianças, para a reunião. Parecemos sempre estar atrasados para algum compromisso inadiável. Isso cria um padrão de pressa que nos impede de viver com o objetivo de nos divertir, de sentir e espalhar felicidade pelo mundo.

Alan Watts disse uma vez: “A existência é para ser divertida. Não vai a lugar algum, apenas é.” Essa frase pode nos fazer pensar sobre como é nossa realidade de vida e como realmente deveria ser. Provavelmente viveríamos vidas mais completas e agradáveis se vivêssemos mais no presente, apreciando as coisas simples da vida, do que no futuro, esperando ansiosamente por algo melhor.

A fim de sermos mais felizes e bem-sucedidos, precisamos nos concentrar mais naquilo que é verdadeiro para nós e menos nas opiniões e julgamentos de outras pessoas. Ao fazermos isso, percebemos que bens materiais e outras superficialidades não compram os melhores momentos da vida.

Nossos corações precisam de coisas mais significativas para se sentirem completos, e essas coisas geralmente são intangíveis.

Todas as nossas atitudes devem ter um propósito significativo.

Em nossas vidas, precisamos fazer muitas coisas que não desejamos, isso é um fato. Entretanto, existem aquelas coisas que acreditamos ter que fazer, mas que não são realmente necessárias. É fácil criarmos desculpas e distrações para nos manter em nossa zona de conforto em vez de lutarmos pelo que realmente nos fará feliz, mas essa atitude não gera uma verdadeira gratidão, e não contribui para o nosso sucesso na vida.

É fundamental nos manter conectados ao presente e à nossa própria realidade. Apenas dessa maneira podemos compreender o funcionamento do tempo corretamente e como podemos organizá-lo para nosso próprio benefício.

Quando começamos a viver genuinamente, aprendemos a valorizar mais as coisas boas que temos e propagar mais nossas bênçãos. Também aprendemos a focar mais no presente e a não nos perder no passado ou futuro, perdendo as oportunidades de ser feliz no presente.

Uma verdade que podemos considerar em nossa jornada é “A vida deve ser fácil e divertida, sem esforço, mas raramente a deixamos ser o que é”.

Somos ensinados que faz parte de nossa natureza sempre querer lutar por mais e nunca estarmos satisfeitos com nossas conquistas e realizações. No entanto, o que acaba acontecendo, é que felicidade e sucesso sempre acabam permanecendo fora de alcance, e assim muitas pessoas vivem vidas que não possuem chance de felicidade ou sucesso.

Devemos nos lembrar que nunca é tarde demais para quebrarmos nossos padrões negativos e experimentarmos a vida, a verdadeira felicidade, o sucesso!


Direitos autorais da imagem de capa: Fernando Brasil / Unsplash



Deixe seu comentário