Notícias

Possível herdeiro de R$ 17,8 bi, homem morre ao tentar salvar a noiva que havia caído no mar

Capa Possivel herdeiro de R 178 bi homem morre ao tentar salvar a noiva que havia caido no mar

Juan Carlos Escotet Alviarez tinha 31 anos e era o filho do grupo bancário Banesco.

Um passeio de barco se transformou em tragédia, quando em um ato para tentar salvar uma vida, outra foi perdida. Um homem tentou salvar sua esposa que havia caído na água, mas acabou falecendo no processo, ao ser atingido por uma das hélices. O falecido era o filho do fundador do grupo Banesco de bancos e que, provavelmente, iria herdar o império bancário do pai em breve.

De acordo com informações do Correio Brasiliense, o evento trágico ocorreu no dia 12 de março de 2022, e vítima foi Juan Carlos Escotet Alviarez, de 31 anos, filho do venezuelano Juan Carlos Escotet Rodriguez. O homem estava em uma competição de pesca em Florida Keys, região dos Estados Unidos, e saltou do barco em que estava após sua noiva, Andrea Montero, cair na água.

Juan se atirou na água para salvar Andrea, mas foi atingido pelas hélices do barco e não sobreviveu aos ferimentos. Montero sobreviveu ao momento traumático, com ferimentos leves, mas diz que não se recorda do acidente.

De acordo com informações da FWC (Comissão de Conservação de Peixes e Animais Selvagens da Flórida, em tradução livre) e o jornal local “Miami Herald”, no momento do acidente, o barco estava se movendo para trás, o que indica que o casal estava tentando pegar um peixe.

2 Possivel herdeiro de R 178 bi homem morre ao tentar salvar a noiva que havia caido no mar

Direitos autorais: Reprodução / Twitter

Andrea então caiu da popa do navio em que eles estavam na competição e Juan Carlos saltou ao resgate da noiva. Andrea conseguiu se manter longe das hélices da embarcação, mas seu companheiro não teve a mesma sorte e acabou se chocando com as pás do barco. Juan foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

3 Possivel herdeiro de R 178 bi homem morre ao tentar salvar a noiva que havia caido no mar

Direitos autorais: Reprodução Instagram /@otorofishing

Escotet Alviarez era o diretor do Banesco USA, a divisão norte-americana do grupo bancário fundado na América do Sul. A família dele se manifestou em nota para a imprensa, explicando o ocorrido e pedindo privacidade e respeito durante o momento de luto. Na nota para o público, a família expressou o quão difícil era este momento para eles, visto a partida sem aviso do filho. Juan era o possível herdeiro da empresa, quem provavelmente assumiria o cargo mais alto quando seu pai, Juan Carlos Escotet Rodriguez, de 62 anos, se aposentasse. A família está enlutada devido a perda tremenda.

Juan, cujo currículo descreve formação na Universidade de Miami e “vasta experiência” em desenvolvimento imobiliário, era diretor do Banesco.

De acordo com informações do Miami Herald, o casamento de Andrea e Juan já tinha data marcada, para novembro deste ano. Existe uma investigação em andamento sobre o caso. Alguns dias após o acidente, a noiva de Juan afirma que não tem memórias do ocorrido.

De acordo com a revista “Forbes”, o patrimônio de Juan Carlos Escotet Rodriguez, o pai da vítima, é de aproximadamente US$ 3,5 bilhões e apesar de o banco Banesco ser sediado na capital venezuelana, Caracas, atua também no Panamá, República Dominicana, Porto Rico, Colômbia e Estados Unidos, país onde seu filho era o diretor.

O pai de Juan começou trabalhando como mensageiro para o Banco Union aos 17 anos, iniciou sua própria corretora em 1986 e, 15 anos depois, a fundiu com o Banco Union.

A tragédia que se abateu entre amigos e familiares de Juan é inimaginável. Por conta de um acidente, um momento feliz se transformou em um pesadelo, onde uma mulher perdeu seu parceiro, um pai perdeu seu filho e o mercado perdeu um profissional. A família está lidando de forma discreta com as questões do falecimento de Juan, visto que tudo se deu de forma inesperada e muito rápida.

0 %