publicidade

Praticar o perdão enviando luz e amor…

 No filme “Comer, Orar, Amar”, Elizabeth Gilbert parte numa jornada de 1 ano à procura de respostas, e para descobrir o que realmente deseja e sobre quem é realmente. No seu lar, deixa um divórcio recente, mas o pensamento sobre ele segue com ela.



A personagem pode querer desprender-se do seu ex-marido e da tristeza que ele representa, da pessoa que ela era quando ainda estavam casados, mas memórias dele continuam a habitar a sua mente.

Numa das viagens, na Índia, conhece um homem chamado Richard, que passou por experiências que lhe feriram muito no passado. Ambos se encontram num ashram, onde aprendem a arte da meditação e a filosofia hindu.

Este aconselhou Liz a perdoar: “Pensa no teu ex-marido. Envia-lhe luz e amor, e depois esquece.” Simplesmente isto.

Assim, ela imaginou o dia do seu casamento com todos os detalhes: a família e amigos, o momento da dança, a mudança abrupta da música que deveria ser tocada.


Depois, imaginou-a a perdoá-lo, dizendo: “Sei que sentes a minha falta, mas quando o sentires, pensa em mim, envia-me luz e amor, e depois esquece.”

Esta cena do filme tocou-me bastante porque me lembrou do quanto devemos perdoar os outros. O perdão é uma arte de desapegar, mas com amor. Não precisamos de amar o outro, mas sentir amor pela presença que ele teve na nossa vida, e no quanto nos ensinou.


Por isso, convido-vos a fazerem o mesmo. Para perdoar alguém, quando pensamos neles, devemos enviar-lhes luz e amor, e depois deixar ir.

Porque não importa se os deixamos de ver na nossa vida, ou se eles já não habitam a nossa casa: continuam a habitar nos nossos pensamentos.

Assim, façamos a sua última presença nos nossos pensamentos ser grandiosa: vamos finalmente despedir-nos deles, enviando-lhes toda a luz do Mundo, porque a mudança que imprimiram em nós se reflete no hoje.

 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.