ColunistasPerdoar

Praticar o perdão enviando luz e amor…

PRATICAR O PERDÃO

 No filme “Comer, Orar, Amar”, Elizabeth Gilbert parte numa jornada de 1 ano à procura de respostas, e para descobrir o que realmente deseja e sobre quem é realmente. No seu lar, deixa um divórcio recente, mas o pensamento sobre ele segue com ela.



A personagem pode querer desprender-se do seu ex-marido e da tristeza que ele representa, da pessoa que ela era quando ainda estavam casados, mas memórias dele continuam a habitar a sua mente.

Numa das viagens, na Índia, conhece um homem chamado Richard, que passou por experiências que lhe feriram muito no passado. Ambos se encontram num ashram, onde aprendem a arte da meditação e a filosofia hindu.

Este aconselhou Liz a perdoar: “Pensa no teu ex-marido. Envia-lhe luz e amor, e depois esquece.” Simplesmente isto.


Assim, ela imaginou o dia do seu casamento com todos os detalhes: a família e amigos, o momento da dança, a mudança abrupta da música que deveria ser tocada.

Depois, imaginou-a a perdoá-lo, dizendo: “Sei que sentes a minha falta, mas quando o sentires, pensa em mim, envia-me luz e amor, e depois esquece.”

Esta cena do filme tocou-me bastante porque me lembrou do quanto devemos perdoar os outros. O perdão é uma arte de desapegar, mas com amor. Não precisamos de amar o outro, mas sentir amor pela presença que ele teve na nossa vida, e no quanto nos ensinou.

Por isso, convido-vos a fazerem o mesmo. Para perdoar alguém, quando pensamos neles, devemos enviar-lhes luz e amor, e depois deixar ir.


Porque não importa se os deixamos de ver na nossa vida, ou se eles já não habitam a nossa casa: continuam a habitar nos nossos pensamentos.

Assim, façamos a sua última presença nos nossos pensamentos ser grandiosa: vamos finalmente despedir-nos deles, enviando-lhes toda a luz do Mundo, porque a mudança que imprimiram em nós se reflete no hoje.

 


Resiliência: a arte de cair e se levantar!

Artigo Anterior

Tudo o que você acha que precisa te distancia de você!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.