publicidade

Precisa-se de alguém…

Apego tem como sinônimo; carinho, afeto, amizade, benevolência, fraternidade, simpatia, ternura, significa ligação afetuosa, dedicação constante a algo. Aqui vamos mergulhar além dos significados da palavra, mais precisamente nas relações de apego, vamos lá.



Sabemos que todo ser humano é constituído bio-psico-social, essas instâncias são fluidas e se conectam como uma rede wifi ou como a eletricidade. Para poder (sobre)viver o mundo é preciso estar em relação, em contato desde o nascimento até  a morte (sim, vamos morrer), há um princípio de autorregulação no nosso organismo que nos faz ir ao ambiente, buscar o que é preciso e suprir a aquela necessidade e depois  se repete esse ciclo.

A origem das relações de apego partem dessa necessidade de (sobre)viver,  tem início nas relações de contato para suprir a necessidade de se relacionar e manter essa função. O bebê sem um cuidador não sobrevive, ele precisa na figura do outro, meios para sobreviver, ou seja, na relação com outro também me constituo como sujeito.

Agora sabendo a origem da relação de apego,  é preciso esclarecer  o que é isso e qual a sua função e importância.


A relação de apego é um complexo sistema de comportamento que envolve representações da experiência das relações na infância e percepções do ambiente, de sí e das figuras de apego, ou seja, é a experiência  e percepção que aprendo das relações e relacionamentos, porque somos sociáveis e necessitamos de contato,  é na figura de apego ( pode ser uma pessoa, objeto, animal, etc) que estabelece uma sensação de segurança, proteção,  e isso afeta a afetividade e a inteligência emocional, uma vez que envolve uma representação da figura de apego. Uma relação de apego não saudável, por exemplo, pode se configurar numa pessoa, rígida, ansiosa demais, inflexível, ou iniba a capacidade de se envolver em relacionamentos intensos.

A representação da figura de apego é o modelo de relação que tenho como modelo, geralmente as relações de apego primárias são com os pais, essa relação é importante, pois, a partir dela e do modelo de relação, aprendemos a se relacionar com os outros, no entanto, esse modelo pode se modificar ao longo da experiência formando novos vínculos e novas figuras de apego.

Você que se acha “dependente” do outro, precisa de segurança, afeto, uma pessoa que faça sentir segurança, carinho e proteção, saiba, que é normal e necessário, o que transforma em uma relação doentia e faz adoecer é  o quanto essa relação é prejudicial, e isso não é uma “receita de bolo”, você é que tem que se perceber e se conhecer dentro dessa relação.


__________

Direitos autorais da imagem de capa: nd3000 / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.