3min. de leitura

Precisamos parar de ter pressa com aquilo que leva tempo

Pare de pular etapas. Processos são necessários e, embora seja tão difícil esperar, há coisas que levam tempo…


Queremos apressar tudo, controlar todas as coisas e, quando não conseguimos, ficamos angustiados. Achamos que não acontecerá, que não dará certo.

Ultimamente tenho pensado muito nisso e sobre o quanto a gente se sabota tentando apressar coisas que levam tempo. Por exemplo, se você decidir estudar para um concurso, deve entender o quanto a persistência, dedicação e tempo são essenciais para que você conquiste a sua vaga.

Acontece que a gente tem a mania de desistir no meio no caminho. Isso vale para tantas coisas, inclusive os nossos sonhos.

A partir do momento em que olhamos para o tempo, não como uma trave, mas como um meio necessário para nos lapidar e nos preparar para aquilo que iremos viver, a nossa ânsia por querer tudo, já e agora, começa a mudar.


Quem aqui não quer ser bem-sucedido no trabalho? Ter sucesso profissional? Talvez você queira um relacionamento, uma família, uma viagem….

Não sei. Apenas descobri, depois de muita teimosia, que o tempo nos ensina.

O tempo nos prepara para coisas que, sem toda essa bagagem e aprendizado, jamais seríamos capazes de assumir, de ter e de, também, de ser.


Calma, algumas coisas levam mais tempo que outras, e isso não significa que nunca acontecerão.

Se você terminou um relacionamento, respeite o seu tempo, suas fases, seu sentimento diante disso. E isso vale para quem está em busca de um sonho, reconhecimento profissional, sucesso…

Não tente apressar aquilo que necessita de tempo.

Os processos são importantes. As fases também. Você se torna grande não quando pula etapas, mas quando se respeita, quando faz o que está ao seu alcance e entende que nem tudo depende de você.

Não se cobre por coisas que não estão ao seu alcance. Cada coisa no seu tempo. A sua vez chegará. Sempre chega, para quem não estaciona.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Luis Fernandes/Pexels.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.