Comportamento

Prefeito demitiu professor que passou música com temática LGBTQIA+ aos alunos: “Viadagem”

O prefeito não concordou com uma música passada para os alunos e resolveu demitir o profissional. Entenda!



A inclusão de certos grupos na sociedade tem sido muito incentivada nos últimos tempos. Pessoas com determinadas condições de vida, que antigamente viviam à margem, agora têm se esforçado para ser ouvidas e respeitadas, e estão recebendo o apoio da parte da população que acredita que todos devemos ser aceitos da maneira como somos, sem ter nossas oportunidades prejudicadas.

As pessoas que fazem parte do grupo LGBTQIA+ são algumas delas, e de uns tempos para cá têm buscado seu espaço com bastante iniciativa. Entretanto, algumas vezes, as suas formas de expressão podem ser bastante criticadas.

No fim do mês passado, uma polêmica nesse sentido gerou bastante repercussão. De acordo com informações do G1, Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma (SC), demitiu um professor temporário da rede municipal que passou o clipe da música “Etérea”, do cantor Criolo, aos alunos.


O clipe da música, que tem temática LGBTQIA+, foi compartilhado com adolescentes do 9º ano, de 14 e 15 anos, numa aula de artes. O prefeito publicou um vídeo nas redes sociais, dizendo que o profissional compartilhou um vídeo “erotizado” e de “forma inapropriada” aos alunos.

Também afirmou que, enquanto ele estiver de plantão, esse tipo de atitude não acontecerá e que não concorda com essa “viadagem” na sala de aula. Salvaro também pediu aos pais de alunos para denunciar outros casos com os quais não concordem.

“Etérea” foi indicada ao Grammy Latino na categoria “Melhor Canção em Língua Portuguesa”, em 2019. O clipe mostra pessoas de diferentes orientações sexuais e identidades de gênero dançando. A letra fala sobre a liberdade de amar.

Confira a letra da música:


Uma bala quase hétero
Etérea, massa, complexo
De não se entender
Um canalha quase hétero


Ignorar e amor por complexo
Medo de nele se ver
É necessário quebrar os padrões
É necessário abrir discussões

Alento pra alma, amar sem portões
Amores aceitos sem imposições
Singulares, plural
Se te dói em ouvir

Em mim dói no carnal
Mas se tem um jeito esse meu jeito de amar
Quem lhe dá o direito de vir me calar?
Eu sou todo amor, medo e dor se erradicar

Feito sol que ilumina a umidade suspensa do ar

Homo, homo, homo
Homo, homo, homo
Homo, homo, homo


Homo sapiens errou

Homo, homo, homo
Homo, homo, homo
Homo, homo, homo


Homo sapiens errou

Uma bala quase hétero
Etérea, massa, complexo
De não se entender
Um canalha quase hétero
Ignorar e amor por complexo
Medo de nele se ver
É necessário quebrar os padrões
É necessário abrir discussões
Alento pra alma, amar sem portões
Amores aceitos sem imposições
Singulares, plural
Se te dói em ouvir
Em mim dói
Mas se tem um jeito esse meu jeito de amar
Quem lhe dá o direito de vir me calar?
Eu sou todo amor, medo e dor se erradicar
Feito sol que ilumina a umidade suspensa do ar

Homo, homo, homo
Homo, homo, homo
Homo, homo, homo
Homo sapiens errou

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e Região (Siserp), Jucélia Vargas, manifestou solidariedade ao professor e disse que o entendia e lhe prestará apoio jurídico para processar o prefeito “por homofobia praticada através do vídeo com falas homofóbicas”.

Em nota, a Secretaria de Educação disse que o conteúdo passado pelo professor foi “inapropriado” e que não consta no Plano de Ensino da Rede, estando em desacordo com a proposta do Conselho Nacional de Educação. Ainda esclareceu que o profissional não faz mais parte do quadro de professores da Rede Municipal de Ensino.

Estes signos farejam a desonestidade e a manipulação. Eles nunca se enganam com as pessoas!

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.