CiênciaComportamento

Prefere tempo sozinho à reuniões sociais? ciência diz que é porque você é altamente inteligente!

Não há nada de errado em querer algum tempo sozinho. Talvez você seja alguém que realmente prefira passar o tempo sozinho em casa ou longe de outros, em vez de ir para aquela reunião social que você prometeu que iria.



Se assim for, você não é o único! Uma pesquisa descobriu que quanto mais feliz você se sente com uma menor interação social, maior o seu QI.

Querer mais tempo sozinho realmente significa que você é mais inteligente?

Os pesquisadores publicaram recentemente um estudo no The British Journal of Psychology que analisou como a inteligência, densidade de população, e a amizade afetam a felicidade moderna. Os resultados convencionais mostraram que quanto mais interação social as pessoas têm, mais felizes elas se sentem, mas isso não é verdade para todas as pessoas.


Eles pesquisaram 15.000 pessoas com idades entre 15 e 28 anos, e observaram um padrão surpreendente – pessoas com QI muito alto relataram estar menos satisfeitas com a interação social, incluindo apenas sair com os amigos.

Os principais autores do estudo, Satoshi Kanazawa e Norman Li, disseram que suas descobertas mostraram que aqueles com menor QI tinham mais interações sociais com seus amigos próximos e relataram maior felicidade. No entanto, resultados opostos foram relatados pelas pessoas mais inteligentes.

“O efeito da densidade populacional sobre a satisfação com a vida foi, portanto, maior do que o dobro para os indivíduos com QI baixo, em comparação com os indivíduos com alto QI”, concluíram. E, “indivíduos mais inteligentes estavam menos satisfeitos com a vida, se socializassem com seus amigos com mais frequência”.



Por que as pessoas mais inteligentes preferem tempo sozinhas?

Então, por que é que as pessoas mais inteligentes fogem de festas e encontros com os amigos? Talvez você seja uma delas ou conheça alguém em seu círculo social que reluta muito em aceitar seus convites para sair. De qualquer maneira, há uma razão para a sua falta de participação social e se relaciona com o seu foco.

Pessoas com maior QI são muito mais propensas a passar menos tempo socializando e mais tempo com foco em um objetivo de longo prazo. Em outras palavras, socializar é tirar o foco de um trabalho importante ou simplesmente interromper seu fluxo de foco em um projeto. Pense no escritor que se fecha para escrever seu romance ou no médico que trabalha em pesquisas para curar o câncer.


Pensa-se que se afastar desses objetivos por um tempo, faz uma pessoa inteligente menos satisfeita com a vida em geral.


Conclusões

Os resultados dos pesquisadores sugerem que nossos cérebros modernos ainda são muito semelhantes aos cérebros de nossos ancestrais em termos de interações sociais.


No entanto, pensa-se que os mais inteligentes entre nós estão melhor adaptados aos desafios da vida moderna, e pode ser mais fácil deixar para trás a necessidade arraigada de socializar para serem felizes e se adaptarem à necessidade de avançar no desenvolvimento de teorias e conceitos intelectuais modernos.

Apesar dos resultados, isso não quer dizer que as pessoas inteligentes não podem ou não vão gostar de socializar se for necessário, elas simplesmente preferem ter mais tempo para se concentrarem em seus pensamentos e ideias. Afinal, a felicidade é encontrada de muitas maneiras diferentes para pessoas diferentes.

_________


Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Life Hack

Pelo menos a gente pode tentar?

Artigo Anterior

Você pode ficar 24 horas sem reclamar? Veja como…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.