Felicidade

A primavera em nós…

A PRIMAVERA EM NÓS FOTO DE CAPA

Saudações,



“O homem não está na natureza. Ele é da natureza”, disse nas primeiras décadas de 1500, o médico e alquimista suíço Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus Von Hohenheinou, mais conhecido como Paracelso.

Ter sempre em mente que o ser humano está intimamente ligado à natureza faz parte de uma necessária conscientização.

Esta relação torna-se mais estreita, quando nós voltamos para o Oriente, onde podemos ver textos como o milenar I Ching, onde em sua lógica cósmica nos diz que o homem é um microcosmo dentro de um macrocosmo.


A própria dinâmica dos átomos que compõem as células de nosso corpo é um espelho do funcionamento do universo. Em torno do seu núcleo, giram elétrons, assim como em torno do sol giram os planetas.

a-primavera-em-nos-foto-de-dentro

Não é por outro motivo, que o homem identifica nos eventos da natureza, características que encontra em seu próprio comportamento.

Assim o faz, por exemplo, com a mais simbólica de todas as estações: a primavera. Mais do que um evento astronômico chamado de equinócio, quando o dia e a noite se igualam na duração, a primavera é uma representação da alegria, das cores, uma celebração da explosão da vida.


Nos diz a filosofia taoísta, que tudo no universo se processa em movimentos de expansão, inércia e retração. A primavera seria este movimento de expansão da natureza. As sementes lançadas ao solo através do amadurecimento dos frutos no outono (retração) germinam, na quietude do inverno (inércia) e explodem em cores vivas na primavera (expansão).

Vemos este processo também em nosso dia a dia, a cada novo passo a ser dado na vida, quando nos concentramos para planejar (retração) para decidirmos o melhor procedimento (inércia- expansão) a ser feito.

Uma estação que afeta nosso comportamento por termos nós mesmo projetados nela, sentimentos de alegria e celebração da vida.

Caminhemos, então, entre o verde e as coloridas flores não nos sentindo intrusos, mas sim, relembrando Paracelso, como um elemento que faz parte deste belo quadro. Para isto, basta que despertemos a primavera em nossos espíritos.


Bela estação das flores, bela primavera a todos.

Só para registro e renovação.

Fecha o pano.


Você não o ama, ama apenas a idealização que criou dele…

Artigo Anterior

A vida se encarrega de por tudo em seu devido lugar…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.