Energias

Primeira superlua de sangue azul em 150 anos acontecerá no final de janeiro!

A Superlua de Sangue Azul é um fenômeno astronômico que aconteceu pela última vez há 150 anos.



Esse fenômeno é uma combinação da Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue. É um eclipse lunar, no qual a sombra da Terra cobre totalmente a lua.

Dessa maneira, temos a impressão de que o sol, a terra e a lua parecem estar alinhados.

Veremos a lua vermelha como sangue por conta da refração da luz do sol através da nossa atmosfera, que a força no lado vermelho do espectro.


A Superlua do dia 31 também terá outro marco: será a primeira vez desde 1866 que o eclipse lunar também será uma “lua azul” (termo usado quando acontecem duas luas cheias em um mesmo mês).

Lyle Tavernier, especialista da NASA, diz que parte do que torna a Superlua tão surpreendente são os pequenos detalhes, que, muitas vezes, ignoramos:

“Tenha em mente que um aumento de 14 por cento no tamanho aparente de algo que pode ser coberto com uma unha ou um braço estendido não parece tão significativo. Comparar uma Superlua com uma lua cheia típica, baseando-se apenas na memória, é muito difícil.”

A BBC informou que os melhores lugares para observar a Superlua de Sangue Azul localizam-se na faixa entre o oeste da América do Norte, estendendo-se pelo Oceano Pacífico e chegando até o leste do continente asiático.


IFL complementa: Os melhores lugares ver a Superlua serão o centro e o leste da Ásia, Indonésia, Nova Zelândia e Austrália. Partes da América do Norte também deverão ter um vislumbre.

Aqueles que estiverem em localidades de difícil acesso ao fenômeno astronômico a olho nu, provavelmente poderão acompanhar pela internet, diversos sites de streaming na internet devem transmitir o acontecimento ao vivo.

O perdão e a lei da atração – passos importantes para perdoar, viver sem amarras, ser livre!

Artigo Anterior

Quando aceitamos plenamente o amor que somos, podemos verdadeiramente amar alguém…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.