Comportamento

Primeiras doses da vacina Pfizer contra o coronavírus são aplicadas nos EUA e Canadá!

A vacinação começou na segunda (14) e os profissionais de saúde dos dois países tiveram prioridade em receber as doses.



Alguns países já começaram a imunizar suas populações contra o coronavírus. Depois do Reino Unido, que começou a vacinação no último dia 8, chegou a vez de os Estados Unidos e Canadá começarem a aplicar as doses da vacina Pfizer/BioNTech Covid-19.

A vacinação começou em ambos os países, na segunda (14), e no topo de lista de vacinação estão os profissionais da saúde, que estão trabalhando na linha de frente contra a pandemia. A decisão foi tomada após o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos, anunciar a aprovação da vacina no domingo (13).

O CDC escreveu em sua avaliação que a vacina da Pfizer tem alta eficácia em todas as faixas de idade, sexo, raça, etnia e pessoas com “condições médicas subjacentes”, bem como entre participantes com evidência de infecção anterior pelo Sars-CoV-2.


Gustave Perna, general do Exército dos Estados Unidos, disse em coletiva de imprensa no sábado (12) que as primeiras doses da vacina da Pfizer e BioNTech seriam entregues em 145 localidades, e que as 636 localidades restantes seriam contempladas nas próximas terça e quarta-feiras.

A vacinação no final do ano é um marco na luta do mundo contra o coronavírus, que até o momento já vitimou mais de 1 milhão e 600 mil pessoas.

Nos Estados Unidos, a primeira pessoa a receber a imunização foi Sandra Lindsay, uma enfermeira de Nova York, que trabalha com cuidados intensivos no Long Island Jewish Medical Center de Nova York.

A aplicação da dose foi transmitida ao vivo e contou com a presença do governador do estado, Andrew Cuomo. Segundo reportado pelo USA Today, depois de tomar a dose, Sandra disse que sentiu-se “aliviada” e que queria mostrar ao público que a vacina é segura. Ela ainda acrescentou que espera que a imunização coloque um fim a um período muito doloroso da história do país, que já tem quase 300 mil mortos pelo vírus.


O USA Today também conversou com Albert Bourla, CEO da Pfizer, Albert Bourla, que disse que até o final deste ano, a empresa terá fabricado 50 milhões de doses. Ele ainda afirmou que, até o final do primeiro trimestre de 2021, 100 milhões de doses terão sido distribuídas em todo o país, disse ele.

Segundo informado pelo G1, o Ministério da Saúde do Brasil disse, no último dia 9, que o país poderia começar a vacinação ainda em dezembro ou em janeiro de 2021, se a vacina da Pfizer conseguisse aprovação emergencial na Anvisa.

Também foi dito pelo governo que uma intenção de compra de 70 milhões de doses da vacina seria assinada.


Cão abandonado volta para sua casa inundada na esperança de encontrar seus donos!

Artigo Anterior

Menina que sonha em ser gari ganha festa de aniversário temática e se emociona: “Gosto muito deles!”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.