4min. de leitura

Professor da Guatemala arrecada dinheiro para levar seus 26 alunos, pela primeira vez, ao cinema

Edwin provou que, além de bom professor, é um grande ser humano, com um coração de ouro!


O cinema é uma arte que faz parte da nossa cultura. Desde crianças, estamos acostumados a assistir a estreias, ver nossos personagens preferidos e acompanhar o desenvolvimento das sagas de que gostamos junto com os nossos amigos e familiares.

Ir ao cinema faz parte de nossa vida, por isso não o consideramos nada de muito extraordinário. No entanto, a realidade é que muitas pessoas no mundo não têm o mesmo privilégio. Não é raro encontrar crianças, ou até mesmo adultos, que nunca puderam sentir a emoção de assistir a um bom filme no cinema, seja por questões financeiras ou de isolamento territorial.

Essas pessoas não compartilham das mesmas oportunidades do que nós, mas felizmente algumas delas podem contar com ajudas especiais que lhes proporcionam momentos únicos. Um grupo de alunos de uma escola da cidade de Chiquimula, na Guatemala, são algumas dessas pessoas que tiveram uma grande ajuda e puderam finalmente conhecer o cinema.


As crianças foram presenteadas com um programa muito especial planejado por seu professor.

Edwin Linares resolveu presentear seus alunos no Dia das Crianças. Em 14 de setembro, ele fez uma publicação no Facebook explicando que queria levar seus 26 alunos, pela primeira vez, ao cinema, mas que não poderia cobrir os gastos sozinho, então pediu ajuda para arrecadação de fundos. Ele queria que as pessoas apadrinhassem os estudantes para que pudessem ter essa experiência única que, provavelmente, demorariam muito tempo para vivenciar por conta própria.

Depois de 20 dias da publicação, ele conseguiu o dinheiro necessário para presentear as crianças, então todos foram ao cinema, e ainda deu para comerem em um restaurante.

Essa, com certeza, foi uma experiência única para as crianças que são muito humildes e enfrentam uma rotina muito difícil todos os dias. Apenas para chegar à escola, elas precisam caminhar por cerca de duas horas; a distância é de 24 quilômetros e a estrada não é pavimentada, por isso veículos motorizados não podem trafegar por ela.


Edwin provou que, além de bom professor, é um grande ser humano, com um coração de ouro. Certamente, seu alunos guardarão esse dia para sempre na memória.

O mundo precisa de mais atitudes como essa, de pessoas dispostas a oferecer o seu tempo para fazer o outro feliz.

Compartilhe esse exemplo em suas redes sociais e espalhe o bem! E, se conhecer alguma história como essa, compartilhe nos comentários abaixo!

 

*Com informações de UOL.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Edwin Linares/arquivo pessoal.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.