5min. de leitura

PROPENSO À DEPRESSÃO? CIENTISTAS DIZEM QUE É DEVIDO À SUA CRIATIVIDADE

Aqueles que experimentaram a depressão compreendem a sua solidão, sua capacidade de tirar o fôlego e nos fazer sentir que não nos encaixamos em nenhum lugar. Mas a ciência está nos mostrando que pode haver mais sobre esta frustração do que vemos. Aqueles com cérebros criativos tendem a experimentar o mundo de maneiras diferentes.



Existem evidências conectando mentes criativas com a depressão e outros problemas de saúde mental, mas não pelas razões que você provavelmente está imaginando. Embora artistas loucos e a mente criativa muitas vezes sejam associadas à problemas de saúde mental, a ciência está mostrando que os criativos sentem depressão devido às interações do seu cérebro com seu ambiente – não por causa de seu trabalho. Alguns tipos de criativos podem sentir que são extraordinariamente propensos à depressão, quando na verdade estão experimentando uma reação natural sobre o mundo que os rodeia.

Os cérebros dos criativos trabalham em um nível diferente

propenso à2

De acordo com a neurocientista Nancy Andreasen, menos criativos tendem a se adaptar muito rapidamente a situações e ambientes com base no que foi dito por figuras de autoridade, enquanto que aqueles com mentes criativas experimentam coisas de forma bastante diferente:


“Esta flexibilidade permite-lhes perceberem as coisas de uma maneira nova e inovadora, uma base importante para a criatividade. Mas isso também significa que o seu mundo interior é complexo, ambíguo, e cheio de tons de cinza ao invés de preto e branco. É um mundo cheio com muitas perguntas e poucas respostas fáceis. Embora pessoas menos criativas respondam rapidamente a situações com base no que foi dito por pessoas em posição de autoridade – pais, professores, pastores, ou padres – a pessoa criativa vive em um mundo mais fluido e nebuloso”.

Nós experimentamos o mundo com um ponto de vista diferente: nós questionamos, ponderamos e analisar. Isso pode, infelizmente, levar a sentimentos de isolamento, alienação social ou depressão porque somos diferentes, e talvez porque sentimos que somos estranhos. O que pode parecer um ambiente ‘normal’, para um tipo criativo, pode ser estressante e introvertido na nossa abordagem complicada da sociedade.

Nós não estamos sozinhos

Tais sentimentos de isolamento são compreensíveis, e há muitas pessoas que se sentem dessa mesma forma em todo o mundo. Todos nós precisamos encontrar outros como nós, a fim de se sentirmos um verdadeiro sentimento de pertença. Nossas mentes criativas se sentem desiludidas quando se trata de termos que ficar em algum lugar ao qual não sentimos que pertencemos. Sem as ferramentas, o incentivo e apoio certos para nos ajudarem na compreensão de que nossas diferenças são o que nos fazem especial, podemos começar a ceder aos espasmos de depressão.


Abraçando a sua criatividade

propenso à3

Andreasen diz que há algumas coisas que devemos nos lembrar quando se trata de nossas mentes criativas. Devemos reconhecer nossos dons, nossos talentos, e sob nenhuma circunstância os abandonarmos. Precisamos valorizar nossos talentos e alimentá-los, os cuidando como um jardim precioso. Se bloqueamos nossos talentos, bloquearemos o nosso verdadeiro eu, o que pode levar à depressão grave.

Também devemos abraçar a nossa estranheza – porque nós provavelmente vamos sempre parecer estranhos para alguém menos original do que nós. Ser estranho é muito mais interessante do que ser normal. E devemos nos cercar com o nosso povo! Nossa criatividade vai florescer, sem mencionar o fato de que vamos ser amados e apoiados exatamente por quem somos.

Andreasen admite que é muito mais provável para os tipos criativos serem propensos a doenças mentais que vem de “um problema com a filtragem ou modulação dos diversos estímulos que fluem para o cérebro.” Alguns criativos tendem a recuar do contato humano por causa de suas personalidades altamente sensíveis. Mas ao entendermos e aceitarmos a nossa singularidade, estamos ajudando a na vitória contra a depressão.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Life Hack

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.